Joesley Batista e o ex-procurador Marcello Miller viram réus na Justiça

Joesley Batista
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Com a experiência que teve na Lava Jato, Miller teria acesso a informações determinantes para Joesley fechar delação

Joesley Batista e Marcello Miller são alvo de denúncia aceita pela Justiça Federal do Distrito Federal. Agora, o empresário e o ex-procurador da República são réus no caso proposto pelo Ministério Público Federal.

A denúncia trata de informações privilegiadas para fechamento da delação premiada de Joesley Batista. Miller teria se beneficiado da posição e conhecimentos dele, incluindo a experiência atuando na Operação Lava Jato, para ajudar o grupo J&F. Em troca, o ex-procurador é acusado de ter recebido R$ 700 mil.

A JBS, empresa de Joesley Batista, faz parte da J&F, grupo investigado na Lava Jato. Segundo informações divulgadas pelo G1, a Polícia Federal concluiu, na última semana, que Marcello Miller ajudou na delação. Porém, ele não teria interferido na produção de provas, nem orientado Joesley durante as gravações espontâneas realizadas por ele.

Leia mais:
Conteúdo Publicitário