17.7 C
Vitória
quarta-feira, 29 junho, 2022

Inteligência artificial dará mais transparência no TCES

O TCES aplicou multa de R$ 51 mil ao ex-prefeito de Muniz Freire. Divulgação (TCES)

A partir de agora, as transcrições das sessões do TCES passam a ser automatizada e ficaram disponíveis para consulta em menos de 24 horas

Por Josué de Oliveira

O Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCES) passou a utilizar a transcrição automatizada de todas as sessões por meio de Inteligência Artificial (IA).

Com isso, atividades até então manuais passam a ser realizadas por computadores que têm a tarefa de interpretar os áudios das sessões e convertê-los automaticamente em textos.

As reproduções já estão disponíveis para o público externo e servidores da Corte. Com isso, o TCES quer dar mais transparência, além de aproveitamento mais racional de mão de obra, economia de recursos públicos e desburocratização.

De acordo com o secretário Secretaria Geral das Sessões (SGS), Odilson Barbosa Junior, a medida trará mais celeridade na tramitação processual, reduzindo o tempo necessário à inclusão de textos nas atas e nos processos.

“Com o avanço dos índices de precisão da ferramenta, para o patamar de cerca de 95%, entendemos que a substituição era necessária e segura”, disse.

Assim, acrescentou, a prática de redigir atas não se justifica mais, na medida em que a Corte passou a disponibilizar as sessões em registros de áudio e vídeo, de forma mais transparente, célere e econômica, com acesso irrestrito.

“Hoje, as transmissões das sessões são simultâneas, em tempo real, e as transcrições ficam aptas à consulta em menos de 24 horas. Estamos substituindo as atas por arquivos eletrônicos, acrescentando ainda ferramenta auxiliar para aqueles que preferem a leitura de textos no formato tradicional”, finalizou.

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade