25.5 C
Vitória
quarta-feira, 1 abril, 2020

Indústria do plástico se mostra contrária a Projetos de Lei que proíbem distribuição de sacolas plásticas

Leia Também

Governo encaminha PL que cria fundo de aval para empresas

Outros quatro projetos foram encaminhados para a Assembleia Legislativa e devem ser apreciados pelos parlamentares ainda nesta semana.

País tem 201 óbitos por covid-19 e 5.717 casos confirmados

O resultado de novos 1.138 infectados em um dia foi mais que o dobro do maior registrado até agora. Número de mortos aumentou 26% em relação a ontem.

Ibovespa caminha para pior mês desde 1998

Na tarde de hoje (31), Ibovespa acumulava em março perda de cerca de 28%, que se mantida representará o pior desempenho mensal desde 1998.

Podcasts para empreendedores ouvirem durante o isolamento social

Uma das opções para o período de isolamento social é ouvir podcasts, formato que ganhou o gosto do brasileiro:em 2019. Veja as dicas!

A Associação Brasileira das Indústrias de Embalagens Plásticas (Abief), o Instituto Socioambiental do Plástico (Plastivida) e o Instituto Nacional do Plástico (INP), lançaram um posicionamento contrário à proibição da distribuição gratuita ou venda de sacolas plásticas aos consumidores de estabelecimentos comerciais.

No Espírito Santo, o termo de cooperação assinado entre a Associação Capixaba de Supermercados (Acaps), o Ministério Público Estadual (MPE), a Associação Comunitária do Espírito Santo (Aces) e associações de moradores, visa substituir o uso de sacolas plásticas tradicionais, por biodegradáveis e retornáveis, a partir de 25 de julho de 2011.

Segundo as entidades, o problema não reside nas sacolas plásticas e sim no desperdício, no descarte incorreto e na falta de uma política adequada de reciclagem de resíduos pós-consumo. O Sindicato das Indústrias de Transformação do Plástico do Estado (Sindiembalagens), alinhado às entidades nacionais, defende a reciclagem mecânica, a reciclagem energética e o descarte correto, como soluções para os impactos ambientais gerados pelas sacolas plásticas.

“A sacola plástica é 100% reciclável e, quando feita dentro de norma, mais resistente, pode e deve ser reutilizada, até mesmo para novas compras em supermercado. Pesquisa do Ibope confirma que 100% das sacolas plásticas são reutilizadas como saco de lixo e 71% constituem as embalagens preferidas da população para transportar suas compras. Por outro lado, o Brasil conta com uma indústria de reciclagem de plásticos ociosa em mais de 30%, uma vez que o país não possui processos de coleta seletiva adequados”, afirma o presidente do Sindiembalagens, Leonardo de Castro.

Ele acrescenta, ainda, que um estudo encomendado pelo governo britânico sobre o impacto ambiental de diversos tipos de sacolas mostrou que a sacolinha de plástico tem melhor desempenho ambiental em oito das nove categorias avaliadas. Outro importante dado é que ela apresenta a menor geração de CO2 em seu processo produtivo, além de consumir menor quantidade de matéria-prima frente às outras opções.

Abief, Plastivida e INP também defendem que a população não pode ser penalizada, seja com cobranças extras, com a geração de novas despesas com sacos de lixo, ou mesmo com a perda e empregos na cadeia produtiva das sacolas plásticas. A saída, segundo as entidades, está na educação e na responsabilidade compartilhada – indústria, varejo, população e governo fazendo sua parte para adequar a questão do consumo e do descarte.

A fim de ampliar o debate sobre o uso de sacolas plásticas nos estabelecimentos comerciais e conscientizar a população capixaba sobre a importância de discutir o tema, o Sindiembalagens realizou, no último dia 26, o “1º Ciclo de Debates – Sacolas plásticas, responsabilidade de quem?”. O evento foi resultado de uma parceria com a deputada estadual Luzia Toledo e ocorreu na Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo (Ales).

Publicidade

ES Brasil Digital

ES Brasil 174
Continua após publicidade

Fique por dentro

Dicas gratuitas para superar a crise econômica da Covid-19

Evento trará estratégias e ações com os participantes para sobreviver à crise econômica e ter sucesso no pós-crise causada pela doença.

Negociação é o caminho para aluguel de pontos comerciais

A negociação com responsabilidade pressupõe real demonstração das consequências da crise e percepção recíproca para encontrar um ponto de equilíbrio das partes.

Indústria têxtil e de confecção já sofrem os impactos da pandemia

No Espírito Santo, a situação já é considerada crítica, de acordo com o presidente da Câmara da Indústria de Vestuário, José Carlos Bergamin.

Consumo de internet aumenta 25% durante isolamento social

Por conta do isolamento social, o consumo de internet aumentou consideravelmente durante o mês de março no mundo inteiro, inclusive no Brasil e no Espírito Santo.

Vida Capixaba

Sesi Cultura Online: Nano Vianna e André Prando

Para estrear as lives do Sesi Cultura online, dois ícones da música capixaba estarão se apresentando hoje. André Prando e Nano Vianna

Participe da 3ª Corrida Amaes Azul!

A corrida em solidariedade a causa do autismo tomará a 3ª Ponte, num trajeto de 10.800 km entre Vitória e Vila Velha. Será no dia 19 de julho

Desafios da carreira artística serão debatidos na internet

O ator e diretor Abel Santana vai realizar no decorrer desta semana  uma série de lives (ao vivo) nas mídias sociais, com diversos convidados de renome.

PRF recebe doações de alimentos e kits de higiene para caminhoneiros

A ideia da campanha Siga em Frente, Caminhoneiro é minimizar os efeitos da situação causada pelo novo coronavírus e possibilitar condições de trabalho.
Continua após publicidade