Segurança: índice de homicídios cai 78% em Vitória

es brasil_redução_homicidios
Ações também são realizadas pela guarda municipal. Foto: Flávio Almeida

Em 2019 foram registrados 11 homicidios, no mês de janeiro, já em 2020 esse número caiu para 2 casos

Durante uma reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), a Secretaria Municipal de Segurança Urbana de Vitória (Semsu) apresentou, na última terça-feira (11), dados comparativos de crimes ocorridos no mês de janeiro dos últimos dois anos. De acordo com os dados apresentados, em 2019 foram registrados 11 homicídios, contra duas ocorrências no mesmo período de 2020, queda de 78%.

“Os indicativos de segurança em janeiro são extremamente positivos em relação à redução de homicídios. O ideal seria não ter nenhum registro de homicídio, mas, quando você tem um ano começando dessa forma, nós passamos a intensificar mais ainda os trabalhos”, disse o prefeito de Vitória, Luciano Rezende.

De acordo com o prefeito da capital, no início da primeira gestão, em 2013, Vitória era a capital com o maior número de homicídios do Brasil e, atualmente, é, junto com São Paulo, a capital com menos ocorrências.

“Quero agradecer a todos que participam do Gabinete de Gestão Integrada Municipal por esse resultado, um trabalho feito por todas as secretarias da Prefeitura de Vitória, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Federal, Corpo de Bombeiros, Tribunal de Justiça, Ministério Público e outros que estão sempre aqui conosco discutindo a segurança pública, que é um tema complexo. Não cabe nenhuma reflexão simples em segurança pública, não há nada simples em segurança pública”.

Integração

O secretário de Segurança Urbana, Fronzio Calheira, destacou que a integração das forças de segurança tem um grande impacto nessa redução. “Essa mesa aqui, que se reúne mensalmente há sete anos, é a prova que podemos unir forças das instituições para reduzirmos os índices da violência e traçar estratégias para combater cada vez mais as práticas criminosas”.

“Nos últimos 20 anos, nós alcançamos a segunda menor marca. O ideal seria zero, mas estamos bem longe daquele número de 225 homicídios registrados em 2003”, recorda o coronel Borges, comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar.

Dados

De acordo com dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) repassados à Semsu, a redução não ocorreu apenas em casos de homicídios. Os números também reduziram em crimes contra o patrimônio, furto e roubo de veículos e ocorrências envolvendo entorpecentes (confira tabela).

Crimes contra o patrimônio, em Janeiro

2018 – 457
2019 – 327
2020 – 319
Queda de 30% em relação a 2018 e 2,5% em relação a 2019

Furto e roubo de veículos

2018 – 108
2019 – 5
2020 – 62
Queda de 42,5% em relação a 2018 e 7% em relação a 2019

Ocorrências envolvendo entorpecentes

2018 – 94
2019 – 85
2020 – 60
Queda de 36% em relação a 2018 e 30% em relação a 2019

Homicídios

2018 – 9
2019 – 11
2020 – 2
Queda de 82% em relação a 2018 e 78% em relação a 2019