24.9 C
Vitória
quarta-feira, 1 dezembro, 2021

Imetame tem autorização para construir porto em área da União em Aracruz

SPU deu autorização para construção de porto em área da União. Com investimento na ordem de R$ 1,7 milhão, o Porto terá o início das obras ainda neste mês

Por Samantha Dias 

A Secretaria de Patrimônio da União (SPU) do Ministério da Economia autorizou a empresa Imetame Logística a utilizar área da União em Aracruz para construir, instalar e operar Terminal de Uso Privado (TUP). De acordo com a empresa, a área total do imóvel da união é de cerca de 1 milhão de metros quadrados e pelo seu uso pagará anualmente taxa de R$ 4,12 milhões.

Com a concessão da autorização da SPU, ainda de acordo com a Imetame, estão completas todas as licenças necessárias para a operação do empreendimento, incluindo as autorizações ambientais e da Marinha. A partir da assinatura do contrato, a empresa terá o prazo de quatro anos para finalizar a implantação do porto.

A autorização, que faz parte do Programa SPU+, tem como objetivo atender políticas públicas essenciais ao desenvolvimento sustentável, destinar os imóveis da União de tal forma que se transformem em ativos geradores de receitas tanto para estados e municípios, como para os cidadãos.

A Imetame Logística Porto disse, em nota, que recebeu a autorização para instalação de um terminal portuário, através de portaria publicada no Diário Oficial da União do dia 08/06/2021. “A autorização é importante porque permite que sejam iniciadas as obras na área marítima, que terão início com a construção do quebra-mar Norte. Com investimento na ordem de R$ 1,7 milhão, o Porto terá o início das obras ainda neste semestre, com o transporte das primeiras pedras do quebra-mar, da pedreira até os arredores do Porto. Com conceito multipropósito, o Porto da Imetame será modelado para atender os mais diversos setores produtivos, com serviços de apoio à importação e exportação de cargas, como também embarque e desembarque de contêineres, carga geral, grãos e granéis líquidos. Além disso, toda a programação será eletrônica, desenhada para uma operação 100% automatizada e apta para a próxima geração de navios no Brasil.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade