22.9 C
Vitória
quinta-feira, 21 outubro, 2021

Ibovespa cai 10,3% e dólar bate R$ 5,20 pela primeira vez na história

Mercado teve mais uma sessão de pânico associado à pandemia e bolsa volta aos índices de 2017

O Ibovespa fechou em forte queda nesta quarta-feira (18), em mais um dia histórico para a Bolsa, que teve seu sexto circuit breaker em oito pregões em meio ao pânico que toma conta dos investidores por conta da proliferação do coronavírus.

O principal índice da B3 caiu 10,35% a 66.894 pontos. Essa é a menor cotação desde o dia 10 de agosto de 2017, quando a Bolsa fechou cotada a 66.992 pontos. O volume financeiro negociado foi de R$ 58,9 bilhões.

Enquanto isso, o dólar comercial avançou 3,9%, a R$ 5,197 na compra e R$ 5,1976 na venda, atingindo nova máxima nominal histórica de fechamento. Na máxima do dia, a moeda chegou a R$ 5,23. O dólar futuro para abril sobe 2,84%, a R$ 5,154.

No radar, voltou a pesar a aversão ao risco por conta do coronavírus, que se sobrepõe a análises mais otimistas a respeito dos recentes pacotes de estímulos lançados por governos e bancos centrais no mundo inteiro para combater a pandemia.

Devido às medidas que são tomadas para conter o avanço da Covid-19, diversos bancos e casas de análise cortaram projeções para a economia brasileira. O Santander revisou de 2% para 1% sua expectativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2020, enquanto o Credit Suisse foi mais radical e reduziu de 1,4% para 0% sua previsão. O UBS cortou sua projeção do PIB de 1,3% para 0,5%.

*Da redação, com informações InfoMoney

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade