23.2 C
Vitória
sexta-feira, 29 maio, 2020

IBGE lança Banco de Nomes Geográficos do Brasil

Leia Também

Prejuízo com fechamento de shoppings centers capixabas chega a R$ 1 bilhão

Os shoppings centers da Grande Vitória estão fechados desde o dia 19 de março, por meio de um decreto estadual a fim de conter a pandemia do novo coronavírus.

Covid-19: após a alta, cuidados devem continuar

Segundo especialista, é importante seguir os cuidados médicos. Em alguns quadros mais graves vão demandar mais um tempo de recuperação.

PIB está 4,2% abaixo do pico observado no fim de 2014, diz IBGE

O resultado, segundo a instituição, é resultado do primeiro trimestre teve forte impacto da pandemia do novo coronavírus.

Como montar um cantinho lúdico e organizado para as crianças

Com as crianças em casa em tempo integral, as famílias se deparam com o desafio de manter a rotina de atividades escolares e brincadeiras.

De acordo com a padronização toponímica (designação dos lugares por seus nomes), Campos dos Goytacazes (RJ) se escreve com “y”, ao passo que São João Del Rei (MG), com “i”. Da mesma forma, a grafia correta da cidade de Armação de Búzios (RJ) é com “o” no final e não “u”, enquanto Ilhabela (SP) forma uma só palavra.

País de tradição católica desde seus primórdios, mais de 2.500 cidades brasileiras homenageiam santos em seus nomes. Destas, 236 fazem referência a Santo Antônio, como Santo Antônio das Missões (RS), Novo Santo Antônio (MT) e Barra de Santo Antônio (AL). Outras 220 homenageiam São João, como São João Nepomuceno (MG), São João do Araguaia (PA) e São João do Sul (SC). São Francisco batiza 127 cidades, como Amparo de São Francisco (SE), São Francisco do Conde (BA) e Barra de São Francisco (ES). Além destas, são 118 referências a Santa Maria. É o caso de Santa Maria do Oeste (PR), Santa Maria da Boa Vista (PE) e Santa Maria da Vitória (BA). Entre os nomes exóticos e curiosos estão Boa Morte (MG), Pendura Saia (GO), Saco do Boi (MA) e Vai-Quem-Quer (AM e PA), entre outros.

Varre-Sai: hospedagem em troca de limpeza
A história da cidade fluminense de Varre-Sai, por exemplo, remonta a meados do século XIX. Na atual sede do município existia um rancho que era ponto de parada dos viajantes de Minas Gerais. Na porta, havia um lembrete dizendo: Varre-Sai. Essa frase ordenava que todos que ali passassem deveriam limpar o local antes de continuar o caminho. Com a construção da atual Igreja Matriz São Sebastião, começou a nascer em seu entorno uma vila que viria a se tornar o município. Já no final do século XIX e início do XX, com o auge da economia cafeeira no Brasil, começaram a chegar os imigrantes, principalmente italianos, que se estabeleceram para trabalhar nas lavouras de café. Passado à condição de distrito, Varre-Sai ficou politicamente subordinado à sede, o município de Natividade. A emancipação veio em 1991.

Galo denuncia foragidos da Coroa Portuguesa
Também é curiosa a história do município de Cantagalo (RJ). Os primeiros habitantes de suas terras foram os índios coroados e goytacazes, desaparecidos da região por volta de 1855. A colonização teve início em meados do século XVIII, em função da corrida do ouro em Minas Gerais. O português Manoel Henriques, foragido do Estado Português e conhecido como Mão-de-Luva, acompanhado por seu bando habitou o lugar onde hoje está a Usina Cantagalo, dando origem a um núcleo que, em 1794, contava com cerca de duzentas moradias. A prisão dos integrantes do grupo foi a motivação do nome do lugar. As diligências feitas a mando da Coroa Portuguesa para localizar o grupo falharam. Depois de inúmeras batidas pelo mato, cansados e desanimados, os agentes se preparavam para voltar, quando ouviram um galo cantar. Ao seguir o som do canto, encontraram, dormindo à sombra de uma árvore um dos companheiros de Mão-de-Luva. Preso, mas diante da promessa de liberdade e dinheiro, ele denunciou seus companheiros, que foram presos sem oferecer resistência. Com isso, a partir de 1796 a localidade passou a denominar-se Cantagalo, em substituição ao antigo nome, Sertão do Macacu. O município foi criado em 1814, recebendo o nome de Vila de São Pedro de Cantagalo. Em 1857, foi elevado à categoria de cidade com o nome Cantagalo.

Curva de rio dá nome a Volta Redonda
O marco inicial do território de Volta Redonda (RJ) foi a demarcação da fazenda Santa Cruz, de propriedade dos jesuítas, em 1727, local onde hoje se situam a usina da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) e a Vila Operária. A ligação, no ano seguinte, entre as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro foi um fator preponderante para o desenvolvimento da região do Vale do Paraíba, onde se encontra a cidade. Em 1875, o povoado de Santo Antonio de Volta Redonda começa a ter grande impulso, com muitos estabelecimentos comerciais. A denominação foi dada em função do rio Paraíba do Sul, pois a cidade encontra-se construída em torno de uma curva do rio, quase um semicírculo, origem do pleonasmo que denominou a cidade. Em 1941 o lugar foi escolhido para a instalação da CSN, em plena Segunda Guerra Mundial, marcando o início de um novo ciclo econômico e também a industrialização no Brasil. Alcançou a autonomia político-administrativa em 1954, com o nome simplificado de Volta Redonda.

Nomes geográficos ajudam a identificar o território
O nome geográfico é um marco de referência e de identidade com o território. Pode ser definido como o nome próprio de um lugar ou de uma feição geográfica. Inclui, na maioria das vezes, um nome específico e uma designação genérica, acrescido de atributos que o caracterizam como um conjunto étnico, etimológico, histórico, referenciado geograficamente e inserido num contexto temporal.

O estudo dos nomes geográficos com seus atributos contribui para a qualidade das informações cartográficas. Além disso, são considerados um patrimônio, pois, através deles, pode-se identificar padrões de ocupação, identidade e diversidade linguística. A ausência de padronização gera, entre outras consequências, carência de subsídios para documentação e litígios em questões fundiárias e territoriais. A toponímia é uma componente fundamental na composição de bases geoespaciais, na estruturação da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE) e, principalmente, para a qualidade do mapeamento de referência do país.

 

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

esbrasil_176
Continua após publicidade

Fique por dentro

Maia diz que auxílio emergencial deve ser prorrogado, mas teme redução de valor

O presidente da Câmara dos Deputados afirmou que há um embate explícito dentro do governo, e do próprio Parlamento, entre priorizar investimentos públicos e privados.

Pesquisa revela que empresas capixabas de TI apostam na superação da crise causada pela pandemia

O foco foi identificar as principais dificuldades, sugestões e expectativas diante os desafios que a pandemia, provocada pela Covid-19, impôs ao mercado de tecnologia do Espírito Santo.

Marcos Troyjo é eleito presidente do Banco do Brics

Troyjo sucederá o indiano Kundapur Vaman Kamath, primeiro a comandar o NDB, criado na reunião de cúpula do Brics de Fortaleza, em 2014

Aneel tenta reduzir reajustes tarifários para ex-distribuidoras da Eletrobras

Os contratos de concessão dessas distribuidoras, que foram vendidas em leilões realizados há dois anos, previa a possibilidade de que os novos operadores pedissem Revisão Tarifária Extraordinária (RTE) para reconhecer os investimentos realizados na área de atuação das empresas

Vida Capixaba

Orquestra Sinfônica Sul Espírito Santo realizará apresentações on-line

A primeira apresentação da série "[email protected] Sinfônica In Live", será na próxima quinta-feira (04), a partir das 20h, pelas mídias sociais do projeto social Casa Verde.

Golden Tulip Porto Vitória inaugura espaço exclusivo para lives

O objetivo é disponibilizar infraestrutura tecnológica de ponta para encontros virtuais, como shows e transmissões corporativas, além de ensaios de grupos musicais. 

“Blitz do Bem” entrega kits de limpeza e máscaras, na Serra

Nesta quarta-feira (27), uma equipe do Departamento de Operações de Trânsito (DOT), em parceria com a Guarda Civil Municipal e a Secretaria de Saúde do município, distribuiu kits de limpeza e máscaras de proteção.

Observatório online ajuda a fortalecer a gastronomia regional

Com coordenação e execução da instituição, o Observatório busca realizar ações de pesquisa e de documentação sobre as cadeias produtivas, os sistemas alimentares, e demais temas referentes à culinária.
Continua após publicidade