24.7 C
Vitória
terça-feira, 22 setembro, 2020

Guedes diz que ‘cartão vermelho’ de Bolsonaro não foi direcionado a ele

Leia Também

TRE-ES fará audiência pública entre candidatos a prefeito de Vitória para combater fake news

A juíza Gisele Souza de Oliveira, responsável pela fiscalização da propaganda das eleições em Vitória, será a coordenadora da audiência pública que será realizada...

Próximas semanas com aumento no número de casos de Covid-19 no ES

O secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes fez essa afirmação nesta segunda-feira (21) em uma rede social. O que diz a publicação “Nas próximas semanas teremos...

Nenhum município em Risco Alto no Espírito Santo

Do total de municípios capixabas, 75 estão classificados em Risco Baixo. Apenas três estão em Risco Moderado (Ibatiba, Montanha e São José do Calçado)....

O ministro lembrou que, desde início, o presidente disse que não queria consolidar programas sociais para criar o Renda Brasil, e que foi uma decisão política

Por Thaís Barcellos e Eduardo Rodrigues (AE)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a “barulheira” em torno do Renda Brasil no período da manhã desta terça-feira, 15, ocorreu porque “estão conectando pontos que não são conectados”, referindo-se às notícias sobre estudos da equipe econômica de desindexação do salário mínimo em benefícios previdenciários como forma de financiar o novo programa de assistência social. Guedes ainda disse que o “cartão vermelho” de Bolsonaro não foi direcionado a ele.

“O que estava sendo estudado é o efeito sobre desindexação sobre todas as despesas”, afirmou o ministro, em evento online Painel Tele Brasil 2020, explicando que a ideia é devolver o controle dos gastos aos governantes, já que hoje 96% dos gastos da União são obrigatórios, assim como Estados e municípios. “O linguajar, os termos do presidente são sempre muito intensos. Da mesma forma, que o lide da notícia dizia que estava tirando direitos dos mais pobres e vulneráveis, não era essa intenção, nunca foi”, argumentou, dizendo que a intenção do presidente foi esclarecer.

O ministro lembrou que, desde início, o presidente disse que não queria consolidar programas sociais para criar o Renda Brasil, e que foi uma decisão política.

Guedes também afirmou que o governo buscava uma aterrissagem suave do auxílio emergencial, que, por decisão do presidente, foi estendido até o fim do ano. “Estendeu o auxílio, então estudos prosseguiram para ver onde aterrissaria auxílio emergencial em 1º de janeiro. Quando estudos são formulados, discutidos, vão para mídia, não tem problema nenhum, o problema é ligar uma coisa à outra.”

E repetiu: “O presidente está dizendo que a mídia está dizendo que eu estou querendo tirar dinheiro de pobre para dar para mais pobres. Eu não vou fazer isso. Acabou o Renda Brasil.”

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Setor de serviços cresce 5% de maio para junho, diz IBGE

O volume de serviços no país cresceu 5% em junho na comparação com o mês anterior. A alta veio depois de quatro quedas consecutivas...

Auxílio emergencial elevou em 24% renda pré-pandemia, mostra pesquisa

Segundo estudo, dado destaca a pobreza e a desigualdade do país. Saiba mais! As pessoas que recebem o auxílio emergencial, pago pelo governo federal durante...

Top 5 da sobrevivência

Disruptura. Definitivamente essa é palavra de ordem no universo da gestão. Após três meses convivendo com as bruscas mudanças nos processos de trabalho provocadas pela pandemia, proprietários dos setores da indústria e do comércio ainda não são capazes de mensurar o tamanho do estrago final que o novo coronavírus vai deixar

Empresa que vai gerir Parque de iluminação de Vila Velha será conhecida na próxima semana

O leilão que definirá a empresa que vai gerir o serviço nos próximos 20 anos será conhecida na próxima segunda-feira (03), na B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), na Bolsa de Valores, em São Paulo.

Câmara aprova novamente programa de financiamento para pagamento de folha

A Câmara aprovou nesta quarta-feira, 29, a medida provisória que cria um programa de financiamento para o pagamento da folha salarial durante a pandemia de covid-19.

Contas externas têm saldo positivo de US$ 2,2 bilhões em junho

Foi o terceiro mês seguido de superávit. Saiba mais! As contas externas registraram saldo positivo em junho, informou hoje (28) o Banco Central (BC). O superávit em...

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Valor Bruto da Produção Agropecuária deve ser recorde de R$ 823 bi, diz CNA

Outros fatores que podem influenciar o indicador do setor são o aumento de 4,3% na produção, a alta de 18,7% nos preços

OCDE melhora perspectiva para economia mundial e para o Brasil em 2020

A economia global parece estar se recuperando do baque provocado pelo novo coronavírus mais rápido do que se imaginava há apenas alguns meses graças...

Guedes diz que ‘cartão vermelho’ de Bolsonaro não foi direcionado a ele

O ministro lembrou que, desde início, o presidente disse que não queria consolidar programas sociais para criar o Renda Brasil, e que foi uma decisão política

Ainda acreditamos que é possível acoplar IVA federal com estadual, diz Guedes

O ministro ainda disse que é natural que os Estados façam esse movimento, com o maior peso de serviços na economia, mas "não podem espremer os municípios."

Vida Capixaba

Curso herdeiro ou sucessor?

Como os membros da próxima geração são desenvolvidos na empresa da sua família? Quando falamos em sucessão familiar, é preciso considerar três fatores fundamentais,...

Governo divulga novo imageamento da cobertura florestal do Espírito Santo

No dia em que se comemora o Dia da Árvore, o Governo do Estado, através da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama) e...

Governo do Estado quer reformar e utilizar antiga sede do Saldanha da Gama

Reformar a construção para sediar a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), que atualmente funciona em salas de um...

Circuito Cultural homenageia as crianças em outubro

A 12ª edição do evento, que acontece em formato virtual, já atingiu público de mais de 8 mil pessoas Outubro é o mês das crianças...
Continua após publicidade