31.4 C
Vitória
quarta-feira, 24 fevereiro, 2021

Guedes diz que ‘cartão vermelho’ de Bolsonaro não foi direcionado a ele

O ministro lembrou que, desde início, o presidente disse que não queria consolidar programas sociais para criar o Renda Brasil, e que foi uma decisão política

Por Thaís Barcellos e Eduardo Rodrigues (AE)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a “barulheira” em torno do Renda Brasil no período da manhã desta terça-feira, 15, ocorreu porque “estão conectando pontos que não são conectados”, referindo-se às notícias sobre estudos da equipe econômica de desindexação do salário mínimo em benefícios previdenciários como forma de financiar o novo programa de assistência social. Guedes ainda disse que o “cartão vermelho” de Bolsonaro não foi direcionado a ele.

“O que estava sendo estudado é o efeito sobre desindexação sobre todas as despesas”, afirmou o ministro, em evento online Painel Tele Brasil 2020, explicando que a ideia é devolver o controle dos gastos aos governantes, já que hoje 96% dos gastos da União são obrigatórios, assim como Estados e municípios. “O linguajar, os termos do presidente são sempre muito intensos. Da mesma forma, que o lide da notícia dizia que estava tirando direitos dos mais pobres e vulneráveis, não era essa intenção, nunca foi”, argumentou, dizendo que a intenção do presidente foi esclarecer.

O ministro lembrou que, desde início, o presidente disse que não queria consolidar programas sociais para criar o Renda Brasil, e que foi uma decisão política.

Guedes também afirmou que o governo buscava uma aterrissagem suave do auxílio emergencial, que, por decisão do presidente, foi estendido até o fim do ano. “Estendeu o auxílio, então estudos prosseguiram para ver onde aterrissaria auxílio emergencial em 1º de janeiro. Quando estudos são formulados, discutidos, vão para mídia, não tem problema nenhum, o problema é ligar uma coisa à outra.”

E repetiu: “O presidente está dizendo que a mídia está dizendo que eu estou querendo tirar dinheiro de pobre para dar para mais pobres. Eu não vou fazer isso. Acabou o Renda Brasil.”

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Bolsonaro diz que há muita coisa errada na Petrobras e que Silva e Luna arrumará

O chefe do Executivo afirmou que o "novo presidente", o seu indicado para a presidência da empresa, general Joaquim Silva e Luna, irá dar...

Nova Lei de Falências: facilidades para recuperação judicial e otimismo para a economia

A novidade surge como alternativa para ajudar também empresários capixabas

2020: um ano perdido?

Um período que será estudado nos livros de história. O ano em que caímos e nos fizemos mais fortes em meio à crise e...

Setor de serviços cresce 5% de maio para junho, diz IBGE

O volume de serviços no país cresceu 5% em junho na comparação com o mês anterior. A alta veio depois de quatro quedas consecutivas...

Auxílio emergencial elevou em 24% renda pré-pandemia, mostra pesquisa

Segundo estudo, dado destaca a pobreza e a desigualdade do país. Saiba mais! As pessoas que recebem o auxílio emergencial, pago pelo governo federal durante...

Top 5 da sobrevivência

Disruptura. Definitivamente essa é palavra de ordem no universo da gestão. Após três meses convivendo com as bruscas mudanças nos processos de trabalho provocadas pela pandemia, proprietários dos setores da indústria e do comércio ainda não são capazes de mensurar o tamanho do estrago final que o novo coronavírus vai deixar

ES Brasil Digital

ESBrasil-185
Continua após publicidade

Fique por dentro

Fed ainda vê folga no mercado de trabalho dos EUA e longo caminho de recuperação

Serão necessários investimentos dos setores privado e público para melhorar os fatores de produção no país EUA Por Ricardo Leopoldo (AE) O presidente do Federal Reserve...

Confiança da construção cai 0,5 ponto em fevereiro, revela FGV

O índice havia recuado 1,4 ponto. Considerando as médias móveis trimestrais, houve recuo de 0,6 ponto em fevereiro.

Brumadinho/Vale: Marco Aurélio nega pedido de partidos

Supremo Tribunal Federal (STF), negou pedido apresentado por movimentos de apoio aos atingidos por rompimento de barragens Por Paulo Roberto Netto (AE) O ministro Marco Aurélio...

Bolsonaro diz que há muita coisa errada na Petrobras e que Silva e Luna arrumará

O chefe do Executivo afirmou que o "novo presidente", o seu indicado para a presidência da empresa, general Joaquim Silva e Luna, irá dar...

Vida Capixaba

Os pães internacionais queridinhos dos capixabas

Do pão sírio a baguete, do pão francês ao croissant, está na moda se deliciar com receitas de pães internacionais

Projeto colorido e no estilo montessoriano abriga todos os sonhos de criança

Um projeto de dormitório de criança necessita de uma estrutura adequada para acompanhar todas as suas fases

Campanha Fiscal Consumidor também beneficia o interior do Estado

A medida favorece quem encontrar produto vencido nas prateleiras dos supermercados participantes

Programa Brasil Mais para reduzir custos e aumentar a produtividade das indústrias capixabas

No Espírito Santo, a meta é atender 2.100 empresas, prioritariamente do setor de comércio e serviço, até outubro de 2022 A competitividade da indústria passa...
Continua após publicidade