Grupo Permanente de Acompanhamento Empresarial do ES traça novo cenário da economia

Cerca de 60 pessoas estiveram presentes na reunião do Grupo Permanente de Acompanhamento Empresarial do Espírito Santo, na qual foi traçado o cenário da economia mundial, nacional e capixaba. O evento foi promovido nesta última quarta-feira, 27, pela Vieira & Rosenberg Consultores Associados, com o patrocínio do Sebrae.

Os expositores do evento ficou por conta de Clóvis Vieira, sócio de Vieira & Rosenberg Consultoria; Dirceu Bezerra Júnior, sócio-fundador da Rosenberg & Associados de São Paulo, e Valdir Dall’Orto, há 20 anos Diretor Comercial da LLX Logística (empresa do Grupo Empresarial Eike Batista).

“Temos um trabalho de assistência permanente aos empresários locais com previsões e informações de estatísticas, PIB, inflação e de três em três meses nos reunimos com mais de 22 empresas associadas”, disse Clóvis. O ex governador PauloHartung foi um dos convidados da reunião. “Todos reconheceram como ponto positivo a presença do ex governador, pela figura que ele representa ao Estado”, afirmou.

“Durante a reunião, analisamos o cenário mundial, do Brasil e do Espírito Santo pelo economista Dirceu Bezerra Júnior. Na ocasião, também foi apresentado o Super porto de Açu e do distrito industrial de São João da Barra, um empreendimento de renome internacional, do Grupo Empresarial Eike Batista”, contou.

Porto

O Super Porto de Açu, terminal portuário privativo que está sendo construído pela LLX Logística, uma das empresas do Grupo Empresarial Eike Batista, em um área de 150 quilômetros quadrados em São João da Barra. norte do Estado do Rio de Janeiro, deverá entrar em operação em meados de 2012.

As obras avançam rápido e já existem 60 empresas com interesse de se instalar ou de movimentar cargas ali, como Iveco,Votorantim, Bunge, Louis Dreyfus, á siderúrgica argentina Techint e a coreana Posco. Se essas negociações se concretizarem o Grupo EBX irá receber 30 bilhões de reais.

O Super Porto do Açu é considerado uma de suas obras-primas, por Eike Batista, que argumentaouque ele será o ” megadesarbitrador das ineficiências do Brasil “, especialmente com relação aos gargalos portuários. “Quando começar a operar o Super Porto do Açu permitirá que todas as indústrias estrangeiras que queiram vir para o Brasil tenham o apoio de uma logísticade última geração e energia 30% mais barata”, enfatizou Eike Batista.

Confira um dos tópicos abordados no Encontro:

Núcleo de concessão de crédito a PF segue em expansão

Continua moderado o arrefecimento do crédito, quando se analisa o volume de concessões, importante termômetro da facilidade das famílias em se obter crédito (e, em última instância, utilizá-lo para consumir).

Em que pese o fato de que houve retração de 1,2% das concessões a pessoa física em junho (em termos deflacionados e dessazonalizados, em relação ao mês anterior), o núcleo das concessões (excluindo o crédito pré-aprovado) voltou a subir, impulsionado pela expansão de 6,4% do crédito pessoal nesta base de comparação.

Com isso, o crédito a pessoa física continua se expandindo em torno de 20% interanual, bem mais do que seria compatível com uma inflação mais baixa. Além disso, as taxas de juros chegaram a declinar um pouco, enquanto o prazo continuou aumentando, ao mesmo tempo em que a inadimplência até 90 dias recuou.

Em que pese a perspectiva de que as taxas de juros deverão voltar a subir nos próximos meses e o prazo a cair, continua prevalecendo a leitura de que a continuidade da política monetária contracionista será fundamental para garantir a desaceleração do crédito e da atividade, a fim de trazê-los a níveis condizentes com patamares de inflação mais próximos da meta em 2012.

Por enquanto, os juros futuros continuam em compasso de espera pela ata do Copom, a ser divulgada amanhã. Mas, mesmo que haja uma sinalização de uma parada em breve das altas da Selic, salvo surpresas advindas do cenário internacional, deve-se começar a especulação sobre quando será preciso retomar as altas de juros. Afinal, parece claro que o ajuste realizado até aqui, mesmo considerando-se os seus efeitos defasados, não deve ser suficiente para trazer tranquilidade no que diz respeito à inflação.

Conteúdo Publicitário

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome