22.1 C
Vitória
sexta-feira, 12 agosto, 2022

Governador defende continuidade no serviço público em fórum

O evento é realizado pela Fundação Lemann, Fundação Brava, Instituto Humanize e República.Org.

Por Leulittanna Eller 

Aconteceu hoje o 4º Encontro da Coalizão de Gestão de Pessoas no Setor Público.  O governador do Estado participou do encontro que ocorreu de forma online e falou sobre a necessidade de continuidade no serviço público.

“Não adianta a gente querer trabalhar sozinho, por isso precisamos ter uma equipe qualificada. Ter continuidade é fundamental. Na gestão fiscal, desde 2012 quando governei o Espírito Santo pela primeira vez, tivemos a nota máxima do Tesouro Nacional e permanecemos assim desde então. Em 2011 iniciamos uma crescente na educação e neste ano assumimos o primeiro lugar no Ideb do Ensino Médio. Na gestão de pessoas temos que buscar resultados. Pagamos por resultados na educação, pois é importante partilhar com os servidores o desempenho de cada escola. Temos garantia do controle vegetativo da folha e buscamos manter a Nota A na gestão fiscal”, observou o governador.

O evento busca pensar os desafios, discutir propostas e aprender com as melhores práticas nacionais e internacionais relacionadas à reforma do serviço público. Em sua participação, o governador Casagrande destacou a necessidade de continuidade no serviço público para a obtenção de resultados

Em sua fala final, Casagrande comentou ainda a importância do uso da tecnologia, do teletrabalho e da remuneração por resultados.

“Quero redimensionar o tamanho do Estado. Aprovamos uma lei do teletrabalho durante a pandemia. Já estamos usando a tecnologia para eficiência do serviço público desde o ano passado e agora estamos nos aprofundando por conta do momento que vivemos. O pagamento por resultados é fundamental para que a sociedade possa ser bem atendida e agora queremos avançar na área da Segurança Pública. Aqui no Espírito Santo fazemos um grande número de capacitação dos gestores e queremos ampliar. Tomei a decisão de criar uma carteira de PPPs, pois alivia o tamanho das nossas obrigações”, acrescentou.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade