29.9 C
Vitória
segunda-feira, 24 junho, 2024

Glaucoma pode causar perda de visão; veja o que diz o especialista

Doença ocular afeta cerca de 2,5 milhões de pessoas somente no Brasil

Por Kebim Tamanini

Você consegue fazer um exercício rápido? Liste cinco objetos que estão próximos a você. Mas com uma condição: não tire os olhos deste texto. Conseguiu enumerar? Caso sim, você tem a capacidade de perceber o ambiente ao seu redor mesmo mantendo o foco em um ponto específico, graças à visão periférica. Agora, imagine esse seu campo de visão se fechando e você perdendo progressivamente a percepção do ambiente até que, por fim, não enxerga mais nada. Esse fenômeno é real e mais comum do que se imagina e pode ser glaucoma.

- Continua após a publicidade -

Essa doença ocular afeta cerca de 60 milhões de pessoas no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), sendo 2,5 milhões de pessoas somente no Brasil. Atualmente, é a principal causa de cegueira irreversível.

De acordo com o oftalmologista da MedSênior, Fabiano Cade, prevenir e tratar o glaucoma, que acomete principalmente pessoas com mais de 40 anos, é fundamental para evitar perdas visuais e a cegueira.

“Para prevenir o glaucoma, é preciso manter as consultas ao oftalmologista em dia. Recomendamos, pelo menos, uma vez por ano, principalmente em pacientes idosos, pois em suas fases iniciais trata-se de uma doença silenciosa, ou seja, não apresenta sintomas evidentes”, diz.

Doença ocular afeta cerca de 2,5 milhões de pessoas somente no Brasil
O glaucoma é a segunda causa de cegueira no Brasil, atrás apenas da catarata. Foto: Reprodução

A população idosa é a mais afetada pela doença, que muitas vezes é ocasionada por diabetes, hipertensão e o uso de remédios com cortisona, relatam os especialistas. “Por se tratar de uma doença crônica e sem cura, o glaucoma pode ser controlado com o uso de medicamentos apropriados que controlam a pressão intraocular e impedem que a doença avance provocando a perda da visão”, esclarece.

O glaucoma causa danos progressivos aos nervos ópticos até levar o paciente à cegueira. Contudo, muitos pacientes só procuram o oftalmologista quando a visão já está seriamente comprometida pela doença.

“Todo paciente deve ir ao oftalmologista uma vez ao ano. O médico vai indicar qual a frequência ideal para que ele retorne à consulta e quais os exames de rotina devem ser feitos, de acordo com o seu caso”, afirma Fabiano.

Sinais que podem indicar o surgimento do Glaucoma:

  • Perda gradual da visão lateral; ou seja, diminuição da capacidade de visão periférica do olho;
  • Dor forte e súbita em um dos olhos;
  • Visão embaçada;
  • Olhos vermelhos e/ou inchados;
  • Dores na testa;
  • Lacrimação;
  • Muita sensibilidade à luz

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA