General coordenará ministérios, segundo Bolsonaro

general braga netto
O general Braga Netto, que atuou na intervenção do Rio de Janeiro, será o novo ministro-chefe da Casa Civil. - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O general Braga Netto assume o cargo no lugar de Onyx Lorenzoni, que assumirá o Ministério da Cidadania. As nomeações foram publicadas no Diário Oficial da União desta sexta-feira (14)

O general Walter Souza Braga Netto assume o cargo de ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República no lugar de Onyx Lorenzoni, que assumirá o Ministério da Cidadania. As mudanças foram feitas, pois o ex-ministro da Cidadania, Osmar Terra, reassumirá seu cargo de deputado federal.

As publicações foram feitas no Diário Oficial da União desta sexta-feira (14). Já as posses estão marcadas para serem realizadas no dia 18, às 15 horas, no Palácio do Planalto.

Onyx
Onyx Lorenzoni é nomeado para o Ministério da Cidadania – Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente elogiou o trabalho de Osmar Terra e disse que ele cumprirá “uma missão” no Congresso Nacional. “Nós fizemos uma pequena reforma ministerial, nenhum ministro saindo por qualquer problema”, disse em uma postagem no Twitter.

Em sua live semanal no Facebook, o presidente disse que a principal tarefa de Braga Netto  será a de coordenar a atividade dos demais ministérios. Lembrou também do trabalho executado pelo general, quando esteve à frente da segurança pública no estado do Rio de Janeiro.

“O general Braga Netto tornou-se uma pessoa conhecida por ocasião da sua intervenção no Rio de Janeiro, na questão de segurança pública. Fez um excepcional trabalho, conseguiu recursos para aparelhar as forças de segurança por lá e, de certa forma, baixou a temperatura da criminalidade. (…) Então, bem-vindo Braga Netto, muito obrigado por você ter aceito esse convite. E, para você também, não deixa de ser mais um desafio, você sai da parte bélica e vai para a burocracia”, disse Bolsonaro.