Preço do gás de cozinha aumentará nas distribuidoras

Foto: Reprodução

O gás de cozinha residencial (GLP) terá aumento de 5%, de acordo com comunicado do Sindigás

O gás de cozinha residencial (GLP) aumentará 5% nas distribuidoras e o industrial e comercial 3%, de acordo com um comunicado emitido pelo Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás).

Os aumentos começarão a valer a partir desta terça-feira (22), e foi confirmado pela Petrobras. Vale lembrar que os valores poderão sofrer variações dependendo da distribuição nacional.

“O Sindigás informa que suas empresas associadas foram comunicadas pela Petrobras, na tarde de hoje (21), sobre o aumento no preço do GLP residencial (embalagens de até 13kg) e empresarial (destinado a embalagens acima de 13 kg). O aumento passa a valer a partir de amanhã, dia 22 de outubro, nas unidades da petroleira. De acordo com as informações recebidas da Petrobras, o aumento do GLP residencial oscilará entre 4,8% e 5,3%, e o aumento do GLP empresarial entre 2,9% e 3,2%, dependendo do polo de suprimento”, informou a nota da entidade.

O consumidor final poderá comprá-lo com valor diferente, pois o percentual de aumento os custos com mão de obra, logística, impostos e margem de lucro são determinados pelas distribuidoras.

O Sindigás informou, ainda, que último aumento de GLP praticado pela Petrobras foi no dia 05 de agosto.

*Da redação, com informações da Agência Brasil.

 

Conteúdo Publicitário