29 C
Vitória
domingo, 24 janeiro, 2021

Você sabe qual é o seu fototipo?

Dermatologista esclarece os diferentes tons de pele e suas características

Colocar a pele em contato direto com a radiação solar sem proteção não é saudável e pode causar sérios problemas, como queimaduras e até mesmo melanoma – o tipo mais agressivo de câncer da pele.

Por isso, é importante sempre se proteger de diferentes formas contra os raios UV, usando filtro solar com fator de proteção de no mínimo 30, antioxidantes que ajudam a potencializar a defesa, e acessórios como chapéus, óculos e roupas com proteção UVA e UVB. Outra ajuda fundamental é consultar um dermatologista para descobrir a melhor proteção para seu tipo de pele.

Essas medidas ajudam a manter a pele mais protegida, independentemente do seu fototipo. Você sabe o que é fototipo? Então, de acordo com o médico Thomas B. Fitzpatrick, que desenvolveu em 1975 a escala de classificação numérica para cor da pele humana, conhecida como Escala de Fitzpatrick, existem seis fototipos cutâneos diferentes, que variam de acordo com a quantidade de melanina (substância que dá cor à pele), a capacidade de bronzeamento de cada pessoa e a capacidade da pele de queimar (ficar avermelhada) quando exposta ao sol, até mesmo outras características, como a cor dos olhos e do cabelo.

De acordo com o dermatologista e professor da Universidade de Vila Velha (UVV), Fábio Colli, é fundamental cada indivíduo conhecer seu fototipo, pois baseado nele, é mais assertivo determinar o fator de proteção do filtro solar e demais cuidados que se deve ter com a pele.

“A escolha do fator de proteção a ser usado vai depender do tipo de pele. Mais especificamente, da capacidade de bronzeamento, chamada de Fototipo. Duas pessoas com a mesma cor de pele podem ter fototipos diferentes. Aquela que nunca se bronzeia quando toma sol, apenas fica vermelha, tem o fototipo 1. Aquela que tem a pele negra e nunca se queima tem o fototipo 6. E entre esses extremos temos os intermediários. O fator de proteção depende principalmente disso.”, disse Colli.

Veja abaixo as principais características e cuidados de cada fototipo:

pele-extremamente-brancaFototipo 1: pele extremamente branca
Sempre queima, nunca bronzeia e é muito sensível ao sol.

Esse fototipo é caracterizado por uma pele bem clara e, as vezes, com sardas. Esse tipo também é extremamente sensível à exposição solar – sempre se queimando, mas nunca bronzeando.

Deve aplicar diariamente o protetor solar com FPS 30, no mínimo, e usar barreiras físicas, como chapéus e óculos escuros.

pele_branca

Fototipo 2: pele branca
Sempre queima, bronzeia muito pouco e é sensível ao sol.

Neste caso, a pele também é clara, porém, levemente mais escura que a anterior, além da tonalidade do cabelo – loiro ou ruivo – e dos olhos, que normalmente são claros. Suas características são bem similares ao fototipo 1, apresentando sensibilidade ao sol, mas, às vezes, bronzeando lentamente, além de ser propensa a queimaduras após a exposição solar.

bruna-marquezine

Fototipo 3: pele branca a morena clara
Queima e se bronzeia moderadamente e possui sensibilidade normal ao sol.

A pele é um pouco mais escura e já possui uma certa resistência ao sol. A pele apresenta uma leve sensibilidade à radiação solar, podendo até bronzear com o tempo. Por outro lado, se não houver proteção adequada acaba queimando facilmente, já que tem sensibilidade normal ao sol.

pela-morena

Fototipo 4: pele branca a moderadamente morena
Queima pouco, bronzeia sempre e tem sensibilidade normal ao Sol.

Este fototipo apresenta uma pele com tom castanho claro. A região é mais resistente aos impactos dos raios UV, por isso, bronzeia facilmente e queima muito pouco, por também ter sensibilidade normal ao sol. “Algumas pessoas morenas mais escuras recaem também nesse fototipo, pois se queimam sempre que ficam muito tempo expostas. É o fototipo com maior variedade de cores de pele.” Esclarece dr. Fábio Colli.

pele-escura

Fototipo 5: pele morena escura
Raramente se queima, sempre se bronzeia e tem pouca sensibilidade ao sol.

Este é característico de pessoas com pele morena e negra clara, que raramente se queimam e sempre ficam com um belo bronzeado, por ser pouco sensível ao sol. Mesmo assim, é importante praticar a proteção diária com o uso do filtro solar e de barreiras físicas em locais de maior exposição, como praia e piscina.

pele-negra

Fototipo 6: pele negra
Nunca queima, é totalmente pigmentada e baixa sensibilidade ao sol.

Esse fototipo é totalmente pigmentado e possui uma proteção “natural” aos raios solares, devido à maior quantidade de melanina produzida. Ela também tem fibras de colágeno mais densas e glândulas sebáceas maiores, que produzem bastante sebo e oleosidade na pele. Porém mesmo com tantos auxílios naturais é importante fazer uso de fotoproteção, pois além de queimaduras, a radiação UVA e UVB pode trazer outros malefícios, como o câncer da pele e o envelhecimento precoce.

Dicas

De acordo com Fábio Colli, independentemente do seu fototipo, é importante proteger sempre a pele, principalmente no verão, época em que a incidência dos raios solares é mais intensa.

“É fundamental que as pessoas procurem seus médicos, a fim de escolher o melhor filtro solar de acordo com as suas necessidades. Para cada uma classificação é uma orientação deferente e um acompanhamento com maior ou menor frequência.”, explicou o médico, que lembrou ainda que o uso de barreiras físicas como chapéu e roupas com proteção UV são aliados muitos importantes para o dia a dia.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Hospital Santa Rita de Cássia readéqua leitos para pacientes com Covid-19

O hospital Santa Rita de Cassia readéqua o número de leitos para pacientes com covid-19 no Estado. A Informação foi dada pelo próprio hospital

Cuidar-se não lhe faz menos homem

Estima-se que para cada ano do triênio 2020/2022, sejam diagnosticados no Brasil 65.840 novos casos de câncer de próstata

Campanha promove dia d de vacinação contra sarampo e influenza neste sábado em SP

A vacinação acontece até o dia 31 de agosto, e é direcionada ao público de 6 meses a 49 anos de idade.

Crianças estão deixando de ir a consultas e tomar vacinas durante pandemia

Segundo o levantamento da Febrasgo, 61% dos pediatras relataram queda acentuada no número de consultas e 73% disseram que as crianças deixaram de ser vacinadas no período da pandemia

Sintomas de fibromialgia podem ser acentuados durante isolamento

Uma dor perturbadora. Assim é definida a fibromialgia por aqueles que sofrem dessa doença. A síndrome que atinge cerca 2,5% da população brasileira, segundo a...

Pesquisadores vão estudar medicamentos para HIV e hepatite C contra covid

No estudo, os pesquisadores querem verificar a eficácia dos tratamentos para reduzir a carga viral

ES Brasil Digital

ESBrasil-184 - Retrospectiva
Continua após publicidade

Fique por dentro

Série histórica mostra ocupação hoteleira durante a pandemia

Já estão disponíveis no Observatório do Turismo os dados relativos à taxa de ocupação hoteleira relativa ao ano de 2020, nos municípios de Vitória, Vila Velha e Serra

Sicoob inicia 2021 com recordes de movimentações financeiras

Instituição tem atuado para facilitar acesso a produtos e serviços financeiros aos seus mais de 5 milhões de cooperados

Concessão da Codesa: o que muda!

A Federação das Indústrias do Espírito Santo promoveu uma audiência para esclarecer o setor produtivo sobre o processo de desestatização da Codesa, a Companhia Docas do ES

Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões

as variáveis determinantes para os resultados estão relacionadas aos preços dos produtos no mercado interno

Vida Capixaba

Mucane e Circuito Cultural de Vitória retomam aulas na próxima segunda-feira

Oficinas presenciais de percussão, cavaquinho, dança afro brasileira na modalidade “Tribal” e capoeira

TOTVS Espírito Santo foi eleita a melhor unidade do Brasil em 2020

A TOTVS é conhecida como a maior empresa de tecnologia do Brasil, e sua unidade do ES foi eleita a melhor unidade do Brasil em 2020

Queijos: segunda maior agroindústria capixaba

Queijos com adição de especiarias e ervas finas, com recheio de geleias de frutas, doce de leite e embutidos, ou até defumados, são algumas versões de queijos capixabas que demonstram a potencialidade do setor
Continua após publicidade