26.9 C
Vitória
sábado, 25 setembro, 2021

Flagramos, em testes, a inédita Ferrari híbrida

Leia Também

O flagra foi feito pelo chef de cozinha e ex-fotógrafo Cláudio Teixeira, que mora na cidade italiana

Por Emily Nery (Agência Estadão)

Em meio à corrida pela eletrificação dos supercarros, a Ferrari revelou, há cerca de um mês, a 296 GTB, seu primeiro híbrido feito para as ruas. Agora, o modelo foi flagrado rodando em testes perto da sede da fabricante em Módena, ainda disfarçado. O flagra foi feito pelo chef de cozinha e ex-fotógrafo do “Jornal do Carro”, do “Estadão”, Cláudio Teixeira, que mora na cidade italiana.

Segundo Teixeira, o carro chama a atenção pelo baixo nível de ruído. Certamente, como estava no trânsito urbano, o modelo estava sendo movido pelo motor V6 a gasolina, que atua em conjunto com outro, elétrico.

O sistema é bem parecido com utilizado pela marca em seus carros de competição. Nas pistas de Fórmula 1, essa solução foi introduzida em 2014.

Ou seja, trata-se de um motor V6 2.9 central movido a gasolina e com dois turbos. Há ainda um sistema de energia cinética (MGU-K), bem como motor alimentado por baterias de alta performance, de 7,45 kWh.

ferrari-roma
Foto: Divulgação – ferrari-

Segundo dados da marca, o motor a combustão gera 663 cv de potência e ótimos 75,2 mkgf de torque. Desse modo, o 296 GTB quebra o recorde para um carro de rua com motor V6. Isso porque a potência específica é de 221 cv por litro.

Além disso, o sistema elétrico montado na traseira fornece mais 167 cv. Segundo dados da marca, o dispositivo pode mover o supercarro sozinho por até 25 km a até 135 km/h.

Ou seja, sem auxílio do V6. O sistema, do tipo híbrido plug in, requer que as baterias sejam recarregadas na tomada.

Seja como for, o conjunto gera até 830 cv e 85,66 mkgf. Para transmitir toda essa força às rodas há o câmbio automatizado de dupla embreagem e oito marchas, além do diferencial com gerenciamento eletrônico.

Trata-se do mesmo sistema de transmissão utilizado tanto na Ferrari SF90 Stradale quanto na Roma. Esta chegou ao Brasil no início de junho com preço sugerido de R$ 3,3 milhões.

Foguete

ferrari_f8_tributo
Foto: Divulgação – ferrari

Em outras palavras, a Ferrari 296 GTB pode acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 2,9 segundos. E até 200 km/h em 7,3 segundos. A velocidade máxima é de 330 km/h.

Portanto, para completar uma volta em Fiorano, a pista da Ferrari, o supercarro precisa de mero 1 minuto e 21 segundos. O circuito, inaugurado em 1972, tem 2976,4 metros de extensão. Para comparação, a pista de Interlagos, em São Paulo, mede 4.309 metros.

Brasil

A nova a Ferrari chegará ao mercado europeu como parte da linha 2022. Provavelmente, a estreia ocorrerá ainda neste ano. Segundo estimativas da imprensa internacional, o preço deverá ser de, aproximadamente, 250 mil euros.

Nos demais países, incluindo o Brasil, o superesportivo só deve estrear no ano que vem. Por ora, não há informações sobre preços Porém, é possível afirmar que a 296 GTB não custará menos de R$ 3 milhões.

Continua após publicidade

Mais Motores

Blogs e colunas