28.3 C
Vitória
domingo, 19 maio, 2024

Fla vence São Paulo e aumenta pressão sobre Thiago Carpini

Com duas derrotas, o time tricolor ainda não soma ponto na competição. Já o rubro-negro carioca soma seis e lidera a classificação

O São Paulo perdeu para o Flamengo, nesta quarta-feira, no Maracanã, por 2 a 1, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, e viu aumentar a pressão sobre o trabalho do técnico Thiago Carpini. Com duas derrotas, o time tricolor ainda não soma ponto na competição. Já o rubro-negro carioca soma seis e lidera a classificação.

Como se esperava, o Flamengo começou com o domínio da partida. O São Paulo se posicionava para o contra-ataque, mas não possui jogadores com esta característica.

- Continua após a publicidade -

Apesar de ficar menos tempo com a bola, o São Paulo teve a primeira boa chance de gol. Foi aos 18 minutos, com Alisson, que forçou o goleiro Rossi a fazer boa defesa, após roubar a bola na intermediária.

O lance parece ter acordado o Flamengo. No lance seguinte, Luiz Araújo, que havia entrando no lugar de Everton Cebolinha (machucado), sete minutos antes, acertou um belo chute colocado para abrir o placar.

A partir daí, só o Flamengo produziu algo de produtivo no ataque, mas faltou pontaria para Pedro e De la Cruz. Já o São Paulo pouco contou com o artilheiro Calleri, visivelmente ainda sem ritmo de jogo, um pouco perdido no comando do ataque.

O foco do Flamengo na volta para a etapa final foi o seu lado esquerdo, com Bruno Henrique. O time dominou a partida e acumulou boas oportunidades. Em uma delas, Pedro fez grande jogada e bateu para defesa parcial de Rafael, No rebote, De la Cruz fez 2 a 0, aos oito minutos.

No São Paulo, Carpini, que já havia colocado Erick e Ferreira no intervalo, trocou Calleri por André Silva, mas as alterações não deram resultado e o time pouco produziu no ataque.

Enquanto isso, o Flamengo, com boas trocas de passes, foi envolvente e ficou sempre perto da área são-paulina, mas parece ter perdido a concentração. Aos 33 minutos, Alisson cruzou da direita e Ferreira nem precisou saltar para cabecear e diminuir a vantagem carioca.

O gol desestabilizou o Flamengo e animou o São Paulo, que criou mais duas chances para empatar. Uma com Ferreira (duas vezes) e outra com Luciano. Mas a maior chance foi do Flamengo, aos 49 minutos, com Pulgar. Rafael fez grande defesa. (Agência Estado)

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA