21 C
Vitória
terça-feira, 16 agosto, 2022

Findes: indicador aponta crescimento da economia capixaba

Os destaques do trimestre foram a indústria de transformação e o setor de serviços. Foto: Divulgação/Findes

O AIE, elaborado pela Federação, apresenta resultados positivos há 05 trimestres consecutivos e crescimento no último trimestre

Em seu quinto trimestre consecutivo com resultados positivos, a economia capixaba cresce (2,6%) entre julho e setembro, se comparado ao resultado do trimestre anterior (0,2%). Isso indica um crescimento acima da média nacional, de acordo com o Indicador de Atividade Econômica (IAE) da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes).

O índice capixaba teve alta de 2,6% frente ao trimestre anterior, enquanto o Produto Interno Bruto (PIB) nacional retraiu 0,1%. As informações foram divulgadas nesta terça-feira (14) durante coletiva de imprensa na sede da Federação, em Vitória.

Exportações de commodities

A presidente da Findes, Cris Samorini, lembrou que a melhora da pandemia possibilitou uma maior flexibilização das medidas restritivas. Além disso, o aumento no preço de mercado do minério e do aço contribuíram para a alta no valor das exportações.

“É importante lembrar que esse aumento se deve a fatores externos, ou seja, que não podemos controlar. Da mesma forma em que hoje estamos “surfando”, por exemplo com a alta das commodities, amanhã podemos ser impactados pela queda. Por isso, devemos estar atentos para 2022. É importante pensar na diversificação da matriz industrial e ainda mais em como agregar valor ao que produzimos”, ressaltou Cris.

Queda da indústria

Quando olhamos de forma detalhada para os setores que compõem a atividade econômica capixaba, vemos que, no terceiro trimestre deste ano, todos foram positivos: Indústria (0,8%), agropecuária (1,6%) e serviços (3%).

No caso da Indústria, a variação positiva de 0,8% foi resultado do bom desempenho dos setores da construção (2,3%) e de energia e saneamento (0,3%), que contrabalancearam o leve recuo na indústria de transformação (-0,4%) e a queda na indústria extrativa (-1,9%).

A presidente da Findes, Lucas Samorini, destacou o aumento no preço de mercado do minério e do aço. Foto: Divulgação/Findes

“Nossos destaques do trimestre foram a indústria de transformação e o setor de serviços. A indústria de transformação, apesar de certa estabilidade frente ao 2º trimestre, vem registrando resultados superiores ao verificado para o setor a nível nacional, sobretudo quando comparado com o desempenho de um ano atrás. Por sua vez, o setor de serviços, um dos mais afetados pela pandemia, vem apresentando trajetória sustentável de recuperação no Estado ao longo deste ano”, apontou a gerente-executiva do Ideies e economista-chefe da Findes, Marília Silva.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade