Fim da greve dos Correios em quase todo país

Tânia Rêgo/Agência Brasil
No Espírito Santo, a greve que teve início no dia 27 de abril, foi encerrada na última sexta-feira (05). 

Trabalhadores dos correios de 21 sindicatos da categoria decidiram encerrar a greve em assembleias realizadas em diversos estados na última segunda-feira (8) e aceitar a proposta da empresa.

A paralisação se mantém apenas em Santa Catarina e na região de Santa Maria (RS), com os sindicatos tendo que manter um mínimo de 80% de funcionários trabalhando. No Acre, a assembleia será realizada na tarde desta terça-feira (9).

No total, 33 dos 36 sindicatos da categoria decidiram retornar ao trabalho e encerraram a greve iniciada no último dia 27, de acordo com informações do site dos Correios. Na sexta-feira (5), assembleias no Espírito Santo, Distrito Federal, Amapá, Roraima, Tocantins, Sergipe, Rio Grande do Sul e nas regiões de Ribeirão Preto (SP), Uberaba (MG), Bauru (SP), Santos (SP) e Juiz de Fora (MG) aceitaram a proposta dos Correios.

Correios 

A estatal voltou atrás em relação à decisão de suspender as férias dos trabalhadores. A estatal aceitou revogar a medida por 90 dias e pagar até R$ 3,5 mil para os empregados que tirarem férias em maio, junho e julho. O restante dos valores será parcelado.

As faltas dos funcionários na sexta-feira (28), quando a greve foi iniciada serão abonadas, mas a estatal exigirá compensação dos funcionários que faltaram nos últimos dias.

Por nota, a empresa se posicionou. “Os Correios confiam no bom senso de seus empregados para retornarem ao trabalho, de forma a não prejudicar, ainda mais, a sustentabilidade da empresa e a qualidade dos serviços prestados à população”.

A greve foi contra a privatização, demissões e retiradas de direitos, além do fechamento de mais de 200 agências no país, segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect).

Conteúdo Publicitário

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome