20.5 C
Vitória
domingo, 13 junho, 2021

Festival online apresenta 12 atrações musicais capixabas

As apresentações, com transmissão on-line nos dias 13, 14 e 15 de maio, são no Teatro do Sesi, em Jardim da Penha; trata-se, por conta da pandemia, de um alento aos artistas (e ao público), que estão há mais de um ano sem subir em um palco.

Doze atrações musicais capixabas com performances que entregam grito por diversidade e liberdade. E mais: dança, rock, fala, hip hop, acordes distorcidos, a classe do jazz, solos, muita arte e muita vontade de tocar em um palco após mais de um ano, por conta da pandemia.

Esse é o universo plural do VI Festival Voadora, evento musical que transmite on-line, dias 13, 14 e 15 de maio, sempre às 20 horas, apresentações de todos esses representantes da música independente do Espírito Santo e do país (programação completa abaixo). A transmissão será no canal do próprio Voadora.

Mesmo sem público presencial, as apresentações são em cima do palco do teatro do Sesi, em Jardim da Penha, com todos os protocolos de segurança devidamente cumpridos. Trata-se de verdadeiro alento aos artistas (e ao público), músicos atualmente distantes dos palcos por conta da pandemia.  Além disso, os projetos dos participantes – todos autorais – contam com cachê de até R$ 3500.

Os artistas do festival são Bella Nogueira, André Prando, Not So Bad, Dan Abranches, Duarte, Roberta de Razão, Alinne Garruth, Luri, Afronta MC, Joabe Reis, Gabriel Ruy e Chorou Bebel.

O Festival Voadora é realizado pela parceria entre o selo  Voadora Records e a empresa  MM Projetos Culturais, com recursos da Lei Aldir Blanc.

Coragem

Os shows da rapper Afronta MC – normalmente em companhia da DJ Úrsula – são uma voadora no peito do preconceito. Sem qualquer medo de câmera, ela conduz o espetáculo entre a leveza e o protesto, entre a graça e as dores da vida. “Eu sou Travesti”, diz e se orgulha. Definitivamente, Afronta mostra que o palco não é obstáculo para quem encara a rotina. “Preparamos um show maravilhoso para o Festival Voadora e cheio de surpresas”, garante a MC.

Transformação

Outro destaque que mostra a diversidade do Festival Voadora é o cantor e compositor Dan Abranches, representante LGBTQIA+ que já participou de programas como o “The Voice Brasil”. “O festival está incrível, oportunidade para tocarmos apenas nossas composições autorais e ao lado de grandes artistas. Vem com a gente”, convida.

Rock e poesia

Compositor com dois discos lançados, “Estranho Sutil” e “Voador”, André Prando é um dos artistas mais conhecidos deste festival e um dos principais nomes da atual cena independente do Espírito Santo e do país. Exibe um show consolidado, com peso, poesia e rock, numa estrada cada vez mais longa e interessante: já tocou em festivais como Rock’n Rio, Psicodália e DoSol.

Contra a Maré

“A sapata chegou!”, anuncia a compositora irreverente Roberta de Razão em suas apresentações. Ela, que define seu som como “rock psicodélico cafona” e hoje circula pelo Brasil com seu próprio caminhão (sim!), definitivamente “nada contra a maré” e encarna um show sarcástico, enérgico. Entre “piruetas” e extravagâncias, Roberta escancara o paradoxo de uma teatralidade cômica com um recado profundo à sociedade.

Destaque Nacional

O trombonista Joabe Reis, um dos fundadores do grupo Brasilidade Geral, é conhecido e elogiado por grandes nomes do jazz e do pop nacional e internacional. O mestre Ivan Lins, por exemplo, classificou como “incrível” o som do Brasilidade Geral e já fez apresentações com o grupo. Além disso, Joabe já realizou trabalhos com Rosa Passos, Roberto Menescal, Hamilton de Holanda, Toninho Horta e Bob Mintzer, além de atuar ao lado de Hermeto Pascoal, Iza, Alcione, Emicida, Anitta, entre outros consagrados. O show vem com classe, comandado por um instrumentista de altíssimo nível.

Desafio

O multi-instrumentista e compositor Gabriel Ruy, baterista renomado que já trabalhou com nomes como Toninho Horta, Geraldo Azevedo e Silva, chega para o Festival Voadora como frontman: tocando guitarra e solfejando partes marcantes de seus solos. É que Gabriel gravou praticamente todos os instrumentos em seu EP lançado na quarentena, chamado “Casa”, e optou por sair de seu lugar mais comum (a bateria) para se desafiar, palavra relevante nestes tempos. “É um repertório instrumental de música brasileira, com banda grande. Vai ser um show espiritual”, promete Gabriel Ruy.

Saudade

A cantora, compositora e youtuber Bella Nogueira – criadora do canal Explicanção – já participou de programas como “Superstar” e “Canta Comigo” e está com saudade dos palcos. “O festival vai ficar marcado. É o primeiro, após um ano de isolamento social, que nós subimos no palco. Isso vai ser muito bom”, comemora. A cantora, também representante LGBTQIA+, vai apresentar seu MPB/Rock com letras profundas e belas melodias.

Poder

Aline Garruth, cantora influenciada pelo pop nacional e internacional, se apresenta com todo o poder feminino inerente a esse estilo musical. Um show que promete muita dança, sensualidade e “beijinho no ombro”. “Muito ansiosa para voltar aos palcos e prometo um show super pop, animado e também com músicas que tocam o coração”, adiantou a artista.

Spoiler

O compositor Luri trabalha o lançamento de seu primeiro álbum, que se chamará “Espaço Interior”. Ele já lançou um single nas plataformas digitais, “Carta Aberta”, mas vai dar um super spoiler para o público do Festival Voadora e tocar as canções que ainda não foram ao ar. “Preparei uma apresentação íntima, aconchegante. Vai ser bem interessante para esse clima de assistir ao show remotamente”, conta.

Poesia

O artista e poeta Duarte, que tem chamado a atenção com o lançamento de seu primeiro EP, “Poeira”, falou sobre a “expectativa de fazer um show incrível, colocar minha arte”. “A gente fez arranjos novos para as canções e vai ter poesia também no show”, completou. O compositor apresenta uma sonoridade que mescla elementos da MPB, do R&B e do Lo-fi.

Indie Rock

A banda Not So Bad é a representante com a sonoridade mais pesada dentre os participantes do festival. Letras em inglês, influência do punk, rock clássico e uma definição bem certeira do que é uma banda de indie, no som e na identidade visual. O trio é formado pelo guitarrista e vocalista Carlo Schiavini, pelo baterista “Rato” Vieira e por Léo Machado, no baixo.

Mistura

O envolvente trio Chorou Bebel tem se destacado no cenário independente do Espírito Santo com a sua sonoridade litorânea, leve e carismática. No som, apresenta a mistura de estilos como samba, bossa nova, elementos do Soul, Hip Hop e R&B.

Programação completa:

Dia 13
Duarte; Chorou Bebel; Bella Nogueira; Joabe Reis

Dia 14
Luri; Dan Abranches; Not So Bad; André Prando

Dia 15
Alinne Garruth; Afronta MC e Úrsula; Gabriel Ruy; Roberta de Razão

Serviço: “VI Festival Voadora” apresenta 12 atrações autorais on-line direto do palco do teatro do Sesi, em Vitória

– Quando: Dias 13, 14 e 15 de maio, sempre às 20 horas;
– Onde: Transmissão direto do palco do teatro do Sesi, em Jardim da Penha;
Link do festival

- Publicidade -

Matérias relacionadas

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade