22.7 C
Vitória
quinta-feira, 27 janeiro, 2022

Famílias capixabas: dezembro registra aumento no consumo

O indicador de consumo deve continuar em boa projeção segundo a Fecomércio-ES, que está confiante nos resultados do verão

No Espírito Santo, a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) no último mês de 2021 subiu 1,9% frente a novembro do mesmo ano, marcando 73,1 pontos. As informações são da Federação de Comércio, Bens e Serviços (Fecomércio-ES), que continua a apostar no crescimento do indicador em razão do verão.

A grande movimentação comercial com as promoções e festas de final de ano beneficiaram o indicador, segundo o presidente da Fecomércio-ES, José Lino Sepulcri.

“Nós tivemos no mês de setembro e outubro uma projeção bastante significativa, porém no mês de novembro com as notícias sobre a Covid-19, o consumidor ficou retraído. Mas dezembro foi um mês muito bom. A nossa expectava é de otimismo”, avaliou.

Verão de 2022

Cabe ressaltar que havia mais confiança por parte dos consumidores em dezembro de 2020, já que em uma comparação de mesmo período, o índice apresentou queda de 3,8%.

“A única coisa que nos preocupa, naturalmente, é a divulgação sobre as possibilidades da Covid-19. Isso gera uma procuração, principalmente, naqueles que já acometidos por gripe, se é isso mesmo ou é algo além. Mesmo assim estamos bastante confiantes, até porque é um verão que traz perspectivas de crescimento, principalmente no segmento do turismo, que foi muito prejudicado durante o ano da pandemia. Esse verão de 2022 é de otimismo”, explicou Sepulcri.

Subíndices em Elevação

Na passagem de novembro para dezembro, dos sete subíndices pesquisados, seis apresentaram alta na comparação, com destaque para Momento para Duráveis (+8,1%), porém, aquele que avalia as Perspectivas Profissionais apresentou leve queda de 0,4%.

Dessa forma, a elevação do índice no final de 2021 poderia ter sido maior, mas segundo avaliação da Fecomércio-ES, as incertezas acerca da atividade econômica e das perspectivas profissionais influenciaram a disposição para consumir no período.

Fecomércio-ES acredita que o ICF continua a crescer por conta do verão. Foto: Setur-ES/Divulgação

Nível de Satisfação

O índice varia de 0 a 200 pontos, onde 0 é insatisfação total, 100 é indiferença e 200 a satisfação total em consumir. O ICF oscila no patamar de insatisfação (abaixo de 100 pontos) desde fevereiro de 2015.

O nível atingido em dezembro de 2021 está acima do índice alcançado no mês de janeiro de 2020, período pré-pandemia. As piores marcas da série histórica foram nos anos de 2017, com média anual de 45,3 pontos, e de 2018 que obteve média anual de 47 pontos.

Informações da Pesquisa

Os dados da Pesquisa de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) são coletados em âmbito nacional pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e disponibilizados às federações estaduais para elaborarem as análises de seus estados.

A ICF possui capacidade de medir a avaliação que os consumidores fazem sobre aspectos importantes da condição de vida de sua família. Trata-se de um indicador antecedente do consumo a partir do ponto de vista dos consumidores. A pesquisa é realizada com cerca de 500 famílias residentes no município de Vitória e a análise dos dados é realizada pela Assessoria Econômica da Fecomércio-ES.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade