Fames lança quatro novos livros no início de fevereiro

Obras falam sobre temas como a utilização da música na educação e sobre a restauração do Palácio Anchieta, e serão lançadas no dia 04 de fevereiro.

Marcando o início das atividades do ano letivo de 2013, a Faculdade de Música do Espírito Santo (Fames), dentro de sua Jornada Pedagógica, lança, no dia 04 de fevereiro, quatro livros: “Música e Matemática na Educação”, de Gean Pierre; “Oficina de Choro da Fames apresenta Edu Martins”, de Edu Martins; “Palácio Anchieta: O Restauro de uma Imagem”, de Áurea Lígia Bernardi; e “Reminiscências do Choros Nº 10 de Heitor Villa-Lobos na Sinfonietta Nº 4 de Marcelo Rauta”, de Marcelo Rauta. O lançamento será realizado na Sala de Concerto Alceu Camargo, na própria instituição, e a entrada será franca.

No ano de 2012, a Fames lançou outros dois títulos produzidos pelos professores da faculdade. Essas publicações marcam uma nova etapa na história da instituição, que se abre para editoração de livros com foco acadêmico que tratem de temas de seu interesse como música, arte e cultura. No ano passado, a Fames cadastrou-se como editora na Biblioteca Nacional para formalizar a identificação de suas publicações no padrão internacional (ISBN).

Sobre as obras

“Música e Matemática na Educação” – Gean Pierre
As relações entre música e matemática são conhecidas e estudadas desde a antiguidade. No livro, Gean Pierre propõe uma abordagem didática para o assunto, com ações que procuram estimular o vínculo afetivo no aluno a fim de auxiliá-lo na compreensão de alguns conceitos matemáticos e musicais e suas intersecções, utilizando um parâmetro histórico como fio condutor.

“Oficina de Choro da Fames Apresenta Edu Martins” – Edu Martins

Songbook que revela partituras de parte da obra do compositor, pianista e violonista capixaba Edu Martins. Dividida em três partes em que as músicas são apresentadas em tonalidades diferentes, o livro traz à luz 12 peças que flertam com ritmos como o choro, a valsa, a bossa nova e o samba em diferentes versões, tais como “Petisco”, “Madeira de Lei” e “Choro a Vera”. Além disso, traz textos complementares sobre personalidades da música brasileira e sobre os ritmos de influência. O livro acompanha um CD com as músicas impressas executadas pelo autor e por alunos da Oficina de Choro da Fames.

“Palácio Anchieta: O restauro de uma imagem” – Áurea Lígia Miranda Bernardi

Além de discorrer sobre a história da construção do Palácio Anchieta, atual sede do Governo do Espírito Santo, e as etapas de reforma e restauração por que passou, esse livro traz reflexões sobre o embasamento teórico e as metodologias aplicadas à obra de restauro no período de 2004-2009. Além disso, a autora, com seu texto, adentra em relato sociocultural e produz associações entre teoria e prática do restauro inferindo conexões entre a estética do ecletismo e situações políticas. Deste modo, é uma importante contribuição para profissionais e pesquisadores da área do restauro, da arquitetura e de outras afins.

“Reminiscências dos Choros nº 10 de Heitor Villa-Lobos na Sinfonietta nª 4 de Marcelo Rauta: Um estudo comparativo” – Marcelo Rauta

O livro traça um paralelo comparativo entre as obras do grande compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos e do capixaba Marcelo Rauta, autor de uma obra promissora e que desponta como promessa para a música erudita contemporânea. A partir de um estudo dos processos composicionais de Villa-Lobos, com seus métodos de criação e suas influências, são destacadas as similaridades com os trabalhos de Rauta em perspectiva estilística e criativa. O livro contém ainda a partitura completa da “Sinfonietta nº 4”, composta pelo autor capixaba.

Conteúdo Publicitário

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome