22 C
Vitória
sexta-feira, 10 julho, 2020

Fames lança quatro novos livros no início de fevereiro

Leia Também

ES confirma mais de 60 mil infectados pela Covid-19

De acordo com o “Painel Covid”, administrado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), nesta quinta-feira (09), o número de curados está em 39.912.

Prefeito de Viana testa positivo para a Covid-19

Gilson Daniel, está com a covid-19. Por precaução, a primeira-dama do município, Sídina Delpupo, também realizou o exame e também testou positivo para a doença.

Vacinas contra gripe liberadas para público em geral

Desde o dia 30 de junho, não há mais grupo prioritário. Com isso, todas as pessoas podem receber a dose.

ArcelorMittal Tubarão religará o segundo alto-forno neste mês

O equipamento, com capacidade para produção de 1,2 milhão de toneladas de ferro gusa/ano, estava paralisado desde o ano passado, quando passou por uma ampla reforma de manutenção.

Obras falam sobre temas como a utilização da música na educação e sobre a restauração do Palácio Anchieta, e serão lançadas no dia 04 de fevereiro.

Marcando o início das atividades do ano letivo de 2013, a Faculdade de Música do Espírito Santo (Fames), dentro de sua Jornada Pedagógica, lança, no dia 04 de fevereiro, quatro livros: “Música e Matemática na Educação”, de Gean Pierre; “Oficina de Choro da Fames apresenta Edu Martins”, de Edu Martins; “Palácio Anchieta: O Restauro de uma Imagem”, de Áurea Lígia Bernardi; e “Reminiscências do Choros Nº 10 de Heitor Villa-Lobos na Sinfonietta Nº 4 de Marcelo Rauta”, de Marcelo Rauta. O lançamento será realizado na Sala de Concerto Alceu Camargo, na própria instituição, e a entrada será franca.

No ano de 2012, a Fames lançou outros dois títulos produzidos pelos professores da faculdade. Essas publicações marcam uma nova etapa na história da instituição, que se abre para editoração de livros com foco acadêmico que tratem de temas de seu interesse como música, arte e cultura. No ano passado, a Fames cadastrou-se como editora na Biblioteca Nacional para formalizar a identificação de suas publicações no padrão internacional (ISBN).

Sobre as obras

“Música e Matemática na Educação” – Gean Pierre
As relações entre música e matemática são conhecidas e estudadas desde a antiguidade. No livro, Gean Pierre propõe uma abordagem didática para o assunto, com ações que procuram estimular o vínculo afetivo no aluno a fim de auxiliá-lo na compreensão de alguns conceitos matemáticos e musicais e suas intersecções, utilizando um parâmetro histórico como fio condutor.

“Oficina de Choro da Fames Apresenta Edu Martins” – Edu Martins

Songbook que revela partituras de parte da obra do compositor, pianista e violonista capixaba Edu Martins. Dividida em três partes em que as músicas são apresentadas em tonalidades diferentes, o livro traz à luz 12 peças que flertam com ritmos como o choro, a valsa, a bossa nova e o samba em diferentes versões, tais como “Petisco”, “Madeira de Lei” e “Choro a Vera”. Além disso, traz textos complementares sobre personalidades da música brasileira e sobre os ritmos de influência. O livro acompanha um CD com as músicas impressas executadas pelo autor e por alunos da Oficina de Choro da Fames.

“Palácio Anchieta: O restauro de uma imagem” – Áurea Lígia Miranda Bernardi

Além de discorrer sobre a história da construção do Palácio Anchieta, atual sede do Governo do Espírito Santo, e as etapas de reforma e restauração por que passou, esse livro traz reflexões sobre o embasamento teórico e as metodologias aplicadas à obra de restauro no período de 2004-2009. Além disso, a autora, com seu texto, adentra em relato sociocultural e produz associações entre teoria e prática do restauro inferindo conexões entre a estética do ecletismo e situações políticas. Deste modo, é uma importante contribuição para profissionais e pesquisadores da área do restauro, da arquitetura e de outras afins.

“Reminiscências dos Choros nº 10 de Heitor Villa-Lobos na Sinfonietta nª 4 de Marcelo Rauta: Um estudo comparativo” – Marcelo Rauta

O livro traça um paralelo comparativo entre as obras do grande compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos e do capixaba Marcelo Rauta, autor de uma obra promissora e que desponta como promessa para a música erudita contemporânea. A partir de um estudo dos processos composicionais de Villa-Lobos, com seus métodos de criação e suas influências, são destacadas as similaridades com os trabalhos de Rauta em perspectiva estilística e criativa. O livro contém ainda a partitura completa da “Sinfonietta nº 4”, composta pelo autor capixaba.

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Saques do auxílio emergencial e do FGTS antecipados. Como fazer?

Muitos brasileiros estão recebendo os valores por meio do aplicativo Caixa Tem. Para isso, algumas fintechs permitem que a transferência seja realizada antecipadamente.

CNI: acordo traz segurança a comércio exterior de produtos brasileiros

CNI comemorou ratificação do Protocolo de Nagoia. Saiba mais! A Confederação Nacional da Indústria (CNI) comemorou a ratificação do Protocolo de Nagoia, aprovada nesta quarta-feira...

Sebrae: cresce interesse por cursos a distância para empreender

Inscrições este ano, até o momento, chegam a 1,5 milhão de pessoas. Saiba mais! O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas...

Nascidos em abril podem sacar primeira parcela de auxílio hoje

Caixa paga terceiro lote do benefício. Saiba mais! Cerca de 400 mil beneficiários do auxílio emergencial, contemplados no terceiro lote do benefício, podem sacar hoje (9) os...

Vida Capixaba

Shopping Vitória realiza liquidação virtual nesta semana

A RED TAG (etiqueta vermelha), uma liquidação virtual dentro da Vitrine SV, entre os dias 8 e 10 de julho.

Webinar aborda a construção em aço na era da Indústria 4.0

A webinar “Construção em aço na era da Indústria 4.0”, que será realizada nesta quinta-feira (09), a partir das 17 horas.

Como fica o tempo nesta semana no Espírito Santo? Veja!

De acordo com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), a previsão é de poucas nuvens e sem chuvas nas regiões capixabas.

Centro de Quarentena começa a funcionar em Vitória

A previsão é acolher cerca de 800 pessoas até o fim do ano. E para atender os pacientes, foi montada uma equipe com 44 profissionais, entre assistentes sociais, técnicos de enfermagem, entre outros.
Continua após publicidade