Prefeito de Vila Velha decreta estado de emergência por fortes chuvas

Foto: Fabricio Lima / PMVV

O prefeito do município assinou um decreto nesta segunda-feira (20). Entre os motivos estão o excesso de chuva e o alagamento de toda a cidade

Um decreto de emergência foi assinado pelo prefeito de Vila Velha, Max Filho, nesta segunda-feira (20), por conta das fortes chuvas que atingiram o município no sábado (18). Com isso, muitos moradores tiveram prejuízos.

Segundo Max, cerca de 44 pessoas estão desabrigadas. Destas, 18 tem menos de 17 anos e fazem parte das 18 famílias que foram atingidas pelas chuvas.

Entre as justificativas para o decreto estão o excesso de chuva; o alagamento de toda a cidade; a interdição do Hospital Municipal em Cobilândia; a suspensão de diversos serviços na cidades; além do alagamento do pátio da empresa responsável pela limpeza pública.

“O decreto declara às autoridades estaduais e federais que o município precisa de ajuda e mobiliza-os a fazer tudo o que está ao seu alcance para socorrer os munícipes e as vias públicas para que tenhamos o restabelecimento da normalidade o mais breve possível”, disse Max Filho.

O prefeito disse ainda que autorizará a publicação do decreto em um diário suplementar, mas será retroagido a última sexta-feira (17). Desde essa data foi registrado quase 200 milímetros de chuvas em Vila Velha, segundo dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas e Desastres Naturais (Cemadem).

Confira a entrevista do prefeito Max Filho sobre a assinatura do decreto:

FGTS

O prefeito afirmou que o decreto auxilia as vítimas das chuvas a terem acesso ao Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS). “Na última enchente, nós decretamos a situação de emergência e muitas pessoas tiveram direito ao saque, mas o conselho gestor do Fundo exige que haja a comprovação de algum órgão oficial”, explica Max.

Desta forma, ele orientou os munícipes prejudicados a buscar a Ouvidoria 24 horas. “As vítimas das chuvas podem buscar mais informações no telefone 162, para que registre sua ocorrência, número da casa e nome do bairro, para que não haja dúvida e ele possa sacar esse FGTS, que pode socorrer minimamente sua família nessa hora”, acrescentou o prefeito.

Chuvas

Das 11 horas da manhã da última sexta-feira (17), às 11 horas da manhã do sábado (18) foram registrados 215mm de chuva em Guarapari; 214mm em Cariacica; 191 mm em Serra; 172mm em Vila Velha; 155mm em Vitória e 127mm em Viana. Para se ter uma ideia do quanto esse volume é impactante, na capital capixaba eram esperados 72mm para todo mês de maio.

Nos municípios atingidos, há registros de quedas de muros, barrancos, paredes de casas, abertura de buracos em vias e alagamentos, impedindo o fluxo de pessoas e veículos. A orientação é para que os moradores mantenham a calma, evitem sair de suas casas e ao menor sinal de perigo acionem a Defesa Civil pelos telefones 199 ou 99895 0100 ou  Corpo de Bombeiros no 193.


Leia mais:

Conteúdo Publicitário