20.9 C
Vitória
quarta-feira, 20 outubro, 2021

Efeito pandemia: brasileiro prefere viver experiências a comprar produtos

A pandemia trouxe reflexões para o brasileiro: investir dinheiro em experiências de viagens é mais importante do que gastar com compras de bens materiais

por Samantha Dias

A pandemia de Covid-19 fez muita gente repensar hábitos, comportamentos e preferências. Essas mudanças também aconteceram com quem tinha – antes da pandemia e das restrições de circulação – o hábito de viajar pelo menos uma vez ao ano. Pesquisa feito com os ‘viajantes frequentes’ mostrou que o brasileiro está priorizando viver experiências em viagens a investir dinheiro comprando produtos.

Para mapear como está o sentimento e o ânimo dos viajantes brasileiros neste momento em que a vacinação avança e os números de infectados e mortos pela covid-19 diminuem, a pesquisa realizada também ajudou a apontar tendências e oportunidades para empresas do segmento de turismo.

Foto: Reprodução

Após um ano e meio de pandemia, o brasileiro “despertou” para as possibilidades de destinos nacionais e quer viajar mais pelo país: 66% pretendem viajar mais pelo Brasil do que antes da pandemia. As fronteiras fechadas propiciam que os brasileiros foquem seus desejos e suas buscas por destinos domésticos. 

A pesquisa traz outra reflexão relevante para o trade turístico: 31% dos entrevistados consideram difícil encontrar informações sobre os destinos, hospedagens e atividades durante a viagem. Ficou evidente também que, apesar da penetração da internet e da autonomia proporcionada nas pesquisas e nas compras de viagens, as agências de viagens permanecem com importância, sobretudo nas buscas de informações sobre os destinos, para 45% dos entrevistados. 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade