23.9 C
Vitória
sexta-feira, 5 março, 2021

Cinco doenças comuns no verão que você pode evitar

Com cuidados básicos é possível se prevenir contra doenças como intoxicação alimentar, conjuntivite, otite, micose e dengue

Por Leulittanna Eller Inoch 

As altas temperaturas chegam e com elas as doenças de verão. Em ritmo de férias e relaxamento, muitos se aventuram mais com a alimentação, afrouxam os critérios nos cuidados de higiene e até mesmo deixam de prestar atenção na manutenção do quintal de casa. Os deslizes típicos desta época podem ter consequências desagradáveis e estragar os planos da família.

Uma das mais temidas doenças da estação é a intoxicação alimentar. O problema é geralmente causado pela ingestão de água ou alimentos contaminados por bactérias (Salmonella, Shigella, E. coli, Staphilococus, Clostridium), vírus (Rotavírus) ou por suas respectivas toxinas.

Quando atinge crianças e idosos a intoxicação alimentar pode ser grave. “É preciso observar se os alimentos estão sendo conservados de maneira adequada. Evite aqueles que deviam estar refrigerados, mas não estão. Por causa do calor a proliferação de bactérias é maior e esses organismos liberam toxinas”, alerta a infectologista da Unimed Vitória Ana Carolina D’Ettorres.

O aumento de temperatura e a umidade favorecem outro incômodo: a micose. Infecções causadas por fungos que atingem a pele, as unhas e os cabelos, as micoses são especialmente frequentes em regiões tropicais onde existem condições ideais para o desenvolvimento dos fungos. “Na praia tudo fica úmido, o que favorece o aparecimento da micose. Tente manter-se seco depois dos banhos de mar para evitar problemas”, orienta Ana Carolina.

Reforçar os hábitos de higiene é essencial na prevenção das micoses. Em tempos de banhos de mar e de piscina, secar-se bem, principalmente nas axilas, virilhas e dedos dos pés é uma rotina importante. Ficar com roupas molhadas por muito tempo também pode causar o aparecimento dessa infecção. Evite também andar descalço em locais que sempre estão úmidos, como saunas e lava-pés de piscinas, por exemplo.

Sol, mar e prevenção

Entre um mergulho e outro é necessário ter cuidado para não acabar com água nos ouvidos. Mantenha o ouvido sempre seco e fique longe da otite. É comum que durante o verão os episódios de dor de ouvido após banhos de mar ou de piscina aumentem. Essas queixas geralmente estão relacionadas à otite externa, uma infecção na pele do canal do ouvido externo causada por bactérias presentes na água – ou que têm a água como meio propício para proliferação.

Os surtos de conjuntivite também costumam aparecer nesta época do ano. A infecção que afeta a conjuntiva, a membrana que recobre a parte branca do olho, é mais comumente causada por vírus, que circula pelo ar com mais facilidade devido às temperaturas mais altas e à umidade. Exposição prolongada ao sol, piscina, ar-condicionado, aglomerações de pessoas e poeira tornam a propagação e o contágio mais fáceis.

Olhos vermelhos, lacrimejantes, sensíveis à luz, pálpebras inchadas, secreção, coceira e sensação de areia nos olhos são alguns dos sintomas. “Basicamente, os cuidados para evitar a conjuntivite são os mesmo que para evitar o coronavírus: higienizar sempre as mãos, não levar as mãos sujas ao rosto e evitar aglomerações”, explica a infectologista Ana Carolina.

O verão é também a época do ano quando ocorre o maior pico da dengue. A estação que traz chuvas em várias regiões do país favorece o crescimento da circulação do mosquito Aedes aegypti e das doenças associadas a ele como dengue, zika e chikungunya.

Nesse caso os cuidados começam no quintal de casa, com a eliminação de possíveis criadouros para o mosquito, aqueles locais que podem acumular água parada. Vale reforçar que a eliminação de possíveis focos de mosquito numa residência é benéfica para toda a vizinhança do entorno da residência. Esses cuidados simples irão contribuir para uma temporada de férias mais tranquila e agradável.

 

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Atividade do Norte e Centro-Oeste avança em 2020, diz BC; demais regiões recuam

Ainda que o processo econômico descrito tenha caracterizado todas as regiões, os resultados de 2020 dos IBCR divergiram - Norte e Centro-Oeste registraram desempenho...

Veterinária morre no Recife com a ‘doença da urina preta’

Familiares e amigos de Priscyla prestaram homenagens nas redes sociais: "o céu hoje estará te recebendo com muita luz" Por Pedro Jordão, especial para o...

Instituto Butantan recebe insumos para 14 milhões de doses da Coronavac

A previsão é de que até o fim de março o Governo de São Paulo e o instituto façam o repasse de mais 21...

​Lâmpadas de LED transformarão Vila Velha na primeira cidade digital do ES

Por meio do Consórcio SRE-IP Vila Velha, a prefeitura vai modernizar todo o parque de iluminação pública do município Aproximadamente 35.000 pontos de iluminação irão...

SP comprará 20 milhões de vacinas da Pfizer e 20 milhões da Sputnik, diz Doria

A gestão paulista pretende usar os dois imunizantes, junto da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, no programa de imunização contra a covid-19 Por Renata Cafardo...

TCU cobra plano do governo para perícias represadas do INSS

Segundo o próprio governo, apenas uma perícia médica foi realizada até hoje com o uso da ferramenta Por Idiana Tomazelli (AE) Quase seis meses após vir...

ES Brasil Digital

ESBrasil-185
Continua após publicidade

Fique por dentro

Ufes registra quarta cultivar de café conilon junto ao Mapa

O trabalho de pesquisa foi realizado em parceria com a UFRJ e resultou numa cultivar propícia para produção de café solúvel.

Indústria brasileira registra alta de 8,7 no faturamento em janeiro de 2021

A capacidade instalada no início deste ano ficou em 79%, o que representa 2,2 pontos percentuais acima do que foi registrado em janeiro de 2020.

Atividade do Norte e Centro-Oeste avança em 2020, diz BC; demais regiões recuam

Ainda que o processo econômico descrito tenha caracterizado todas as regiões, os resultados de 2020 dos IBCR divergiram - Norte e Centro-Oeste registraram desempenho...

PIB brasileiro em 2020 fecha com queda de 4,1%

Pesquisa do IBGE revela a terceira maior queda na soma de todas as riquezas produzidas no País, com influência da pandemia de Covid-19.

Vida Capixaba

Março Amarelo: atividade física é uma aliada no tratamento da endometriose

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde a endometriose afeta 176 milhões de mulheres no mundo.

Confira 4 dicas de como cuidar da pele da área dos olho

A área dos olhos é a região onde o envelhecimento da pele fica mais visível

Museu Capixaba do Negro abre inscrições para oficinas

Nesta quarta-feira (3), foram abertas inscrições para 90 vagas em variadas oficinas.

Professores poderão se inscrever em oficina de produção de vídeos

O projeto intitulado “Caminho das águas” será realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, por meio da Subgerência de Educação Ambiental e Gerência de Formação Continuada, a empresa de saneamento básico AEGEA e a produtora Zureta Filmes
Continua após publicidade