27.2 C
Vitória
sexta-feira, 23 abril, 2021

Dia do artesão é comemorado com evento virtual

O evento é uma parceria entre o Sebrae/ES, Aderes e Feartes. As inscrições estão abertas

No dia do artesão, 19 de março, os mais de 13 mil capixabas que tem o artesanato como fonte de renda serão presenteados com um evento online e gratuito organizado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Espírito Santo (Sebrae/ES) em parceria com a Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes) e a Federação dos Artesãos do Espírito Santo (Feartes). A programação terá início às 14 horas e os interessados podem se inscrever pelo formulário (http://bit.ly/Diado_Artesao).

“O evento tem como objetivo reconhecer a importância dessa classe que gera renda, ajuda a girar a economia e é tão significativa para a nossa cultura. A iniciativa é de valorização desses artesãos e também de incentivo para que eles não desistam dos seus ofícios, mesmo em tempos difíceis como este que vivemos”, destaca o analista do Sebrae, Alisson Lepaus.

De acordo com o último levantamento de impactos realizado pelo Sebrae e Fundação Getúlio Vargas (FGV), o segmento está entre os que mais foram afetados pela pandemia, registrando uma queda de 39% no faturamento, se comparado ao rendimento de uma semana normal.

Para debater sobre essa realidade, o evento vai abordar sobre a competitividade e a comercialização do artesanato através de duas palestras: “Artesanato Mais Competitivo”, que será ministrada pelo coordenador geral do Empreendedorismo e Artesanato do Ministério da Economia, Fabio Silva, e o “O Artesanato e a Comercialização”, com o palestrante Marco Aurélio, da Marco500.

A artesã, turismóloga, tradutora e articuladora cultural, Christianne Teixeira, que hoje é presidente da ArtBarra, também fará uma palestra, apresentando a história de sucesso da Associação dos Artesãos de Conceição da Barra, que completa 20 anos.

“A minha história como artesão se funde à história da ArtBarra no momento em que eu assumi a diretoria. Nosso diferencial com certeza é a capacidade de adaptação da associação. Tivemos muitos altos e baixos, mas conseguimos nos organizar para ter acesso a eventos e editais importantes. Tudo isso nos permitiu capacitações, reconhecimento, visibilidade e, consequentemente, a venda dos nossos ‘quadradinhos’ para lojas virtuais e físicas”, destaca Christianne. Ela ainda ressalta que a sua experiência na gestão não seria suficiente se não fosse o talento das artesãs. “Eu acredito no coletivo. A ArtBarra só é um sucesso porque nossas artesãs são talentosas e fazem um bom trabalho. Se fosse ruim, não sairíamos do lugar”, finaliza.

*Com Informações da Agência Sebrae

- Publicidade -

Matérias relacionadas

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade