23.9 C
Vitória
domingo, 19 setembro, 2021

Decoração afetiva: dicas e inspirações que remetem às lembranças

Muitas pessoas têm buscado diferentes formas para driblar os efeitos da saudade durante a pandemia. Há quem esteja apostando na decoração da casa para tornar o lar ainda mais aconchegante.

Por Munik Vieira

No momento em que abraços se tornaram raros e encontros passaram a ser à distância através de ferramentas virtuais, o segmento da arquitetura e decoração reacendeu uma tendência que busca deixar o lar com aquele sentimento de nostalgia e boas memórias.

Com a pandemia, a decoração afetiva ganhou ainda mais força e um novo significado: deixou de ser representada apenas por móveis e grandes peças herdadas. O afeto pode ser caracterizado também por uma foto, um quadro, uma lembrança de viagem, uma coleção de algo que seja a paixão do morador ou até mesmo uma camisa de futebol que remeta a um momento importante da vida. Para transformar objetos raros em um item decorativo da casa, muita gente tem apostado no emolduramento.

O empresário Gian Zucoloto, da Moldura Minuto Vitória. Foto: Reprodução

O especialista em emolduramento Gian Zucoloto, da Moldura Minuto Vitória, diz que, muito mais do que apenas enquadrar esses objetos colocando-os em uma moldura, é preciso desenvolver um conceito que valorize e reforce a essência da produção. “Pensamos de forma individual em cada projeto e damos ideias que harmonizem com o que será exposto. Se agradar, levamos então para a produção”.

Atualmente, a galeria recebe diversos arquitetos com projetos de clientes que buscam eternizar momentos marcantes. “Já recebemos itens dos mais diversos e, a maior parte deles, possui histórias incríveis. Para quem vê de fora, pode ser apenas mais um objeto adquirido, porém ao se aprofundar no significado deles e no contexto em que estão inseridos, a decoração se torna mais leve e até com mais valor”, explica Zucoloto.

Gian ressalta que decorar com emoções, especialmente nesse período em que as pessoas passam mais tempo em casa, desenvolve uma ligação direta e conexão com o lar. “Além de realizarmos o emolduramento de acordo com o pedido do cliente, também mostramos a eles novas formas de aplicação dos objetos nos ambientes, porque entendemos a importância do morador desenvolver o sentimento de ‘pertencer ao lar’, e isso só é possível com um projeto que se encaixa em todos os seus desejos e expectativas”.

Dicas para apostar na decoração afetiva

  • Reserve um cantinho especial e à mostra, seja no quarto, na sala de jantar ou estar e varanda, para receber esses objetos.
  • Faça uma retrospectiva do que cada item representa e reviva o momento ao qual ele remete. Assim poderá definir melhor onde irá posiciona-lo.
  • Procure um local especializado e com experiência em emolduramento de acervos pessoais. Isso evita que os objetos sejam danificados ou o projeto não fique de acordo com o que espera.

*Com informações da RF Comunicação

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade