20.6 C
Vitória
sábado, 19 junho, 2021

Crédito emergencial: mais de R$ 600 milhões para capixabas

Ao todo, mais de 17,5 mil operações emergenciais já foram realizadas pelo banco capixaba.

Em um ano e meio do alastramento da pandemia do novo coronavírus, o Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes) registrou o volume total de mais de R$ 600 milhões liberados em operações de crédito emergencial para empresas capixabas de todos os portes e também para microempreendedores.

O banco estadual tem desempenhado um importante papel de incentivo à economia e permanece atuando como o principal banco credor do Espírito Santo no acesso a linhas especiais de crédito emergencial, lançadas como medida econômica para enfrentamento da pandemia.

“Desde março de 2020, o Banestes tem operado linhas especiais de crédito emergencial, além de outras soluções em atenção aos clientes. Implementamos melhorias para a aceleração dos atendimentos, expandimos as soluções via canais digitais, realizamos capacitações de forma telepresencial com as equipes, tudo com o propósito de atender às necessidades emergenciais dos capixabas”, enfatizou o diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande.

Renegociações de crédito

Outro número que chama atenção é o de repactuações de crédito realizadas pelo Banestes, ou seja, operações já contratadas em períodos anteriores ao da pandemia, que obtiveram um período de intervalo no pagamento das parcelas, que atualmente é de até 90 dias, para dar alívio financeiro aos clientes, tanto de natureza jurídica quanto pessoas físicas. O Banestes já renegociou mais de R$ 583 milhões em contratos de crédito.

As informações sobre as linhas de crédito emergencial operadas pelo Banestes, assim como sobre as outras soluções financeiras disponíveis como medidas de enfrentamento à pandemia, estão disponíveis para acesso à população pelo site do Banestes. No site também é possível acessar as informações para contato com o banco.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade