22.1 C
Vitória
quinta-feira, 18 agosto, 2022

Covid faz TJES reduzir efetivo e voltar ao home office

O TJES abriu inscrição para duas vagas de juízes no TRE-ES. Foto: Divulgação (TJES)

A medida do TJES foi tomada para evitar a propagação da Covid-19. Os prazos e funcionamento, no entanto, estão mantidos 

Por Josué de Oliveira

Com o aumento do número de casos de Covid no Estado, o Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) decidiu reduzir o efetivo presencial de servidores e retornar ao trabalho home office.

A decisão será mantida até o dia 31 de janeiro e foi tomada para reduzir a propagação da Covid-19 nas dependências da Corte.

A partir desta sexta-feira, apenas 50% dos servidores vão trabalhar de forma presencial. O restante farão as funções de casa.

De acordo com o Tribunal de Justiça, fica mantido o horário do expediente, de 12 às 18 horas na Primeira Instância, e de 12 às 19 horas na Segunda Instância.

Também não haverá suspensão de prazos processuais.

As medidas foram estabelecidas por meio do Ato Normativo Conjunto nº 01/2022, assinado pelo presidente do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES), desembargador Fabio Clem de Oliveira, e pelo corregedor-geral da Justiça, desembargador Carlos Simões Fonseca, e disponibilizado no Diário da Justiça .

Segundo o Ato Normativo, deverão ser mantidas as medidas de protocolo sanitário já estabelecidas pelo TJES, como o uso de máscaras de proteção facial, a medição de temperatura corporal e a manutenção de distanciamento mínimo a fim de se evitar aglomeração.

O acesso dos cidadãos e profissionais do direito às dependências dos prédios da Justiça estadual será permitido, preferencialmente, de forma agendada, devendo ser respeitado o número máximo de pessoas em cada local.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade