22.7 C
Vitória
quinta-feira, 27 janeiro, 2022

Covid-19: Vitória é a primeira cidade capixaba a atingir o ‘risco muito baixo’

esbrasil_vitoria
Vitória é a primeira cidade da Região Metropolitana a atingir o 'risco muito baixo' - Foto: Divulgação/Secom

Até esta quarta, Vitória já aplicou 771.095 doses contra a covid-19, sendo 323.596 primeiras doses, 321.605 segundas doses ou dose única e 118.855 doses de reforço

Por Wesley Ribeiro 

O município de Vitória alcançou, nesta quarta-feira, 5 de janeiro, todas as metas estabelecidas pela matriz de risco e é a primeira cidade da Região Metropolitana do Espírito Santo a ser classificada como “risco muito baixo” para a transmissão da covid-19.

As regras desta classificação, no entanto, só entram em vigor quando todos os municípios da microrregião, isto é, Cariacica, Fundão, Guarapari, Serra, Viana e Vila Velha também alcançarem as metas. Enquanto isso, seguem em vigor na Capital as regras do risco baixo.

Até esta quarta, Vitória já aplicou 771.095 doses contra a covid-19, sendo 323.596 primeiras doses, 321.605 segundas doses ou dose única e 118.855 doses de reforço.

Entre os vacinados, 109,18% da população adulta já recebeu as duas doses ou dose única. A porcentagem mínima estipulada pela norma técnica da Secretaria Estadual de Saúde era de 80%.

Vale lembrar que o percentual pode ultrapassar 100% porque muitas pessoas buscaram se vacinar em municípios vizinhos aos que residem.

Adolescentes

esbrasil_adolescente_vacina_covid-19
Adolescente sendo vacinada contra a Covid-19 – Foto: Reprodução

Entre os adolescentes com idade entre 12 a 17 anos, já foram aplicadas a primeira dose da vacina contra covid-19 em 90,23% desse público, cumprindo mais uma condição da portaria 211-R. Além disso, 90,06% dos idosos de Vitória já receberam a dose de reforço.

Outro requisito da norma técnica alcançado pelo município foram os locais de testes de covid-19, disponibilizados em diversas unidades de saúde, e no Centro de Testagem, na Ilha de Santa Maria.

O prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, agradeceu ao trabalhado dos profissionais da saúde. “É momento de comemorar com toda a cidade essa conquista. Parabéns aos trabalhadores da Saúde! Nosso lema desde o início foi ‘vacina chegou, vacina no braço’, e trabalhamos muito para que essa dose de saúde, esperança e vida chegasse para todos os munícipes”, disse.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade