29.9 C
Vitória
quinta-feira, 27 janeiro, 2022

Novo coronavírus: número de casos suspeitos dobram no ES

coronavírus
Os testes para o coronavírus são realizados no Laboratório Central de Saúde Pública do Espírito Santo (Lacen-ES). - Foto: Reprodução

De acordo com a Sesa, o número saltou de 134 para 341 em apenas um dia. O Estado permanece com o número de oito infectados pela doença

O número de casos suspeitos do novo coronavírus (Sars-Cov-2) duplicou em relação ao último boletim emitido pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), nessa terça-feira (17). Segundo o relatório, já são 436 casos notificados com suspeita do novo coronavírus em todo o Estado até o momento. Destes, 87 foram descartados.

O número de pessoas infectadas permanece: oito. Destes, sete são da Grande Vitória e um de Linhares, no Norte do Estado.

Um já está curado, outro saiu do Espírito Santo para São Paulo e seis deles estão em isolamento domiciliar. Vale lembrar que o primeiro caso de coronavírus confirmado no Espírito Santo foi uma mulher de 37 anos que já cumpriu isolamento domiciliar e foi liberada.

Brasil

Os números de infectados no Brasil vem aumentando consideravelmente. Até o momento, 350 casos confirmados de novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil em 17 estados e no Distrito Federal.

A primeira morte pela doença no Brasil foi confirmada em São Paulo nessa terça-feira (17) pelo governo estadual. A vítima é um homem de 62 anos que estava internado em um hospital particular da capital paulista. Ele tinha diabetes e hipertensão.

Nesta quarta-feira (18), a secretaria de Saúde da Bahia anunciou o 17º caso confirmado do coronavírus. O paciente é um médico contaminado em atendimento a infectado.

Mundo

Os números de casos e mortes por conta do novo coronavírus em todo o mundo já ultrapassaram os registrados na China, de acordo com o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Ao todo, foram registradas 7.955 mortes pela doença. Dessas, 3.217 ocorreram na China. As informações são da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos.

Prevenção

Até o momento não há um tratamento específico para a doença, que é transmitida por gotículas de saliva e catarro que se espalham pelo ambiente. Por isso, é fundamental manter alguns cuidados com a higiene pessoal que também valem para afastar o risco de gripe e outras tantas doenças respiratórias.

– Lavar as mãos frequentemente por pelo menos 20 segundos com água e sabão;
– Utilizar antisséptico de mãos à base de álcool para higienização;
– Cobrir com a parte interna do cotovelo a boca e o nariz ao tossir ou espirrar;
– Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
– Não compartilhar objetos de uso pessoal;
– Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade