Contração de DSTs aumenta consideravelmente no mundo

Foto: Reprodução

Dado divulgado pela OMS afirma que o maior surgimento se dá entre homens entre 15 e 39 anos

Um milhão de pessoas contrai doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) por dia no mundo, segundo boletim divulgado este mês pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O órgão informou, ainda, que, na maioria das vezes, a causa é a falta do uso do preservativo.

Por meio de um relatório, a OMS alerta também os casos de infecções por doenças como clamídia, sífilis, gonorreia e tricmoníase.

Estima-se que das 357 milhões de novas infecções sejam por uma dessas enfermidades, que são fáceis de curar e prevenir, com exceção da gonorreia, que estão envolvendo superbactérias cada vez mais difíceis de tratar com antibióticos.

“Se não forem tratadas, podem levar a efeitos graves e crônicos, como problemas neurológicos e cardiovasculares, infertilidade e aumento do risco de transmissão do HIV”, conta o urologista Gabriel Moulin.

A OMS também destaca que diversas infecções podem ser transmitidas de mãe para filho durante a gravidez. A organização destaca que só em 2016, 200 mil bebês morreram por conta da transmissão vertical da sífilis, por exemplo.

“As doenças sexualmente transmissíveis estão em toda parte. Elas são muito mais comuns do que pensamos”, finaliza o urologista.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!