24.9 C
Vitória
domingo, 23 junho, 2024

Contorno do Mestre Álvaro melhorou tráfego na BR 101, mas outras obras são aguardadas

Obras importantes para melhorar a logística capixaba, os contornos de Ibiraçu, Aracruz, João Neiva e Linhares ainda não saíram do papel, alerta Transcares

Por Kikina Sessa

Inaugurado há seis meses, o Contorno do Mestre Álvaro, que compreende um trecho de 19,7 quilômetros na BR 101 Norte, trouxe certo alívio para o setor de transportes. Com fluxo em torno de 50 mil veículos por dia, incluindo leves e pesados, a rodovia reduziu em 10 quilômetros a distância a ser percorrida, reduzindo em mais de uma hora o tempo gasto com a viagem, que antes cortava bairros da Serra.

- Continua após a publicidade -

A relevância desse contorno para a logística pode ser medida pelo percentual de veículos pesados que trafegam por ele: 40% dos caminhões que atravessam o Espírito Santo passam pela rodovia, informou Luiz Alberto Teixeira, presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas (Transcares).

No entanto, outras obras necessárias para melhorar a logística rodoviária no Estado precisam sair do papel, alerta o presidente do Transcares, citando os contornos de Linhares, João Neiva, Aracruz e Ibiraçu. Estes dois últimos são fundamentais para o tráfego de caminhões que vai abastecer o porto da Imetame, localizado em Aracruz, previsto para entrar em operação em 2025.

O acesso rodoviário ao porto será realizado pelas vias estaduais ES 257, ES 445 que se conectam às rodovias federais, como a BR 101 e BR 259. “Junto com a entrega do porto precisa vir também as vias de acesso. A movimentação de carga será muito grande e se não tiver os contornos e a duplicação das vias vamos ter um gargalo na região”, disse Teixeira. Além do porto, a região vai abrigar ainda a Zona de Processamento de Exportação (ZPE).

No início deste mês, o governador Renato Casagrande e o vice-governador Ricardo Ferraço estiveram no Ministro dos Transportes para tratar sobre as obras nas rodovias federais no Estado, em especial, as BRs 101 e 262. “Houve um entendimento envolvendo o ministério, a área técnica do Tribunal de Contas da União e a concessionária para que se retome as obras de duplicação da BR 101. Acredito que nos próximos meses teremos um parecer definitivo sobre esse tema. Também falamos sobre ferrovias. O ministro está buscando um entendimento com a Vale para termos a ligação ferroviária de Cariacica até Anchieta e o projeto de Anchieta até o Rio de Janeiro”, relatou o governador.

Saiba mais

R$ 250 milhões foi o total arrecadado de ICMS com o setor de transportes de cargas no Espírito Santo
80 mil empregados com carteira assinada no Estado
2 mil empresas transportadoras frotistas no Espírito Santo
72% de tudo que é movimentado no Brasil, em cargas, são via transporte rodoviário

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA