Conferência da ONU debate sobre mudanças climáticas

A COP25 visa a discutir as condições climáticas. - Foto: Gabriel Bouys/ AFP

O ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles está em Madrid, Espanha, e promete defender os interesses do Brasil na conferência da ONU

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, pediu que governos de todo o mundo que ampliem seus esforços para combater o aquecimento global. Tema é discutido na conferência da instituição, em Madri, na Espanha.

Guterres concedeu entrevista em Madri no domingo (1º), dia anterior à abertura da Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas, conhecida como COP25. Representantes de mais de 190 países e regiões devem participar do evento, que será realizado entre os dias 02 e 13 de dezembro, na capital espanhola.

O secretário disse que desastres naturais relacionados ao clima se tornaram mais frequentes, demandando mais custos financeiros e humanos. Assim, afirmou que as mudanças climáticas não são mais um problema de longo prazo, e que as pessoas enfrentam uma crise climática global.

Ministro Ricardo Salles ao lado de autoridades na COP 25 em Madris, na Espanha (Foto: Reprodução / Instagram)

Segundo o secretário-geral, esforços globais para interromper as mudanças climáticas têm sido absolutamente inadequados, e o que ainda falta é vontade política.

A conferência deste ano visa a chegar a um consenso sobre algumas das regras de implementação do Acordo de Paris que estão sendo debatidas. O acordo, que tem como objetivo combater o aquecimento global, deve ser implementado no ano que vem.

MINISTRO DO MEIO AMBIENTE

O ministro do Meio Ambiente do Brasil, Ricardo Salles, está em Madrid para participar da conferência. Ele é o principal representante do Brasil na COP 25 que reúne autoridades de todo o mundo.

Por meio de uma mídia social ele se manifestou. “Vai começar a COP25. Delegação brasileira a postos para defender os nossos interesses e buscar o recebimento dos recursos prometidos”, disse a postagem.

O ministro do Meio-Ambiente do Japão, Shinjiro Koizumi, representa o país. A jovem ativista sueca Greta Thunberg também deve participar.

*Da redação, com informações de Agência Brasil 

Leia Também:
Conteúdo Publicitário