19.4 C
Vitória
sexta-feira, 12 agosto, 2022

Cenário desafiador permanece em 2021

Foto_Destaque_ES_Brasil
Foto destaque

Mas, desenvolvimento constante do Espírito Santo garante bons resultados no mercado financeiro

Por Luciene Araujo e Marcelo Rosa

As condições macroeconômicas, que impulsionam os indicadores econômicos, permaneceram com um cenário desafiador e atrelado aos impactos da pandemia da Covid-19, durante o ano de 2021.

No entanto, mesmo diante da crise de saúde e humanitária, além das instabilidades econômicas e sociais, o desenvolvimento do Espírito Santo se manteve e permitiu ao estado realizar investimentos e promover equilíbrio em seus resultados econômicos e sociais, segundo avaliação do diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande.

“Em nosso último resultado, registramos lucro líquido recorrente no acumulado do ano de R$ 169 milhões, aumento de 28,0% no acumulado até setembro deste ano, quando comparado ao mesmo período de 2020.

Registramos aumento da receita com operações de tesouraria (+129,0%), com operações de crédito (+27,6%), com serviços (+3,2%), maior resultado com operações de seguros (+5,1%) e outras receitas operacionais oriundas com a operação de cartões (+R$ 9 milhões)”, descreve o presidente.

O aplicativo do Banestes alcança bons resultados e ultrapassou a maior quantidade de transições financeiras em um único mês e manteve crescimento ao longo de 2021. Foto: Banestes

Ainda na lista dos bons resultados, a Nota de Rating em escala nacional (moeda local) para risco de crédito medida pela Fitch Ratings manteve-se em A+(bra), no período, com mudança de perspectiva de negativa para estável. “Isso reflete a expectativa da Fitch de que os impactos da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) no modelo de negócios e no perfil financeiro do Banestes foram abaixo do esperado, principalmente na qualidade de crédito e nas métricas de lucratividade”, destaca.

Linhas de crédito

O presidente da instituição aponta ainda que, durante todo o ano de 2021, foram concedidos mais de R$ 744 milhões em crédito emergencial, em mais de 21,7 mil operações.

As linhas de crédito emergencial para a concessão de microcrédito foram viabilizadas por meio de parcerias com o Governo do Estado, com o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), com o Programa Nossocrédito e com a Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes).

Para pessoas jurídicas, os créditos foram possíveis por meio da parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Para concretizar a transformação digital no Banestes, que tem sido cada vez mais demandada pelos capixabas, segundo o presidente, foram investidos R$ 39 milhões em Tecnologia da Informação e Comunicação.

Valor aplicado na implementação do Open Banking, no embandeiramento do Banescard, que passa a operar com a bandeira Visa, na evolução do Pix e na ampliação de prestação de serviços pelos canais digitais: Internet Banking, Banestes.Corp (ferramenta voltada para cliente PJ), no Aplicativo Banestes e Aplicativo Abre Conta Banestes.

“No terceiro semestre do ano, registramos que os canais digitais (Internet Banking e App Banestes) foram responsáveis por mais de 9 milhões de transações financeiras, crescimento de 16,7% sobre o segundo trimestre de 2021. O Aplicativo Banestes ultrapassou a maior quantidade de transações financeiras em um único mês e continuou crescendo em todos os meses de 2021”, descreve o gestor.

Segundo José Amarildo, Banestes já atingiu cerca de R$ 7,8 bilhões em volume transacionado e mais de 6 milhões em transações realizadas por meio do PIX. Somente no terceiro trimestre de 2021, foram mais de 3 milhões de transações efetuadas.

Fontes: Banestes/SicoobES

Créditos Imobiliários

As operações de crédito imobiliário registraram aumento muito maior que a média nacional. Somente no mês de setembro, o Banestes obteve crescimento de 352% no volume de operações na modalidade, quando comparado ao mesmo período de 2020. Enquanto o crescimento geral do mercado, de acordo com os dados do Banco Central do Brasil (Bacen), foi de 38,2%.

Na comparação do volume de operações realizadas de janeiro a setembro de 2020, em relação ao mesmo período de 2021, o Banestes apresentou crescimento de 293%. O crescimento médio do mercado financeiro em geral foi de 96,30%, no mesmo período. De janeiro a novembro de 2021, o Banestes cresceu em estoque na carteira de crédito imobiliário R$ 304 milhões.

O Banestes ocupa atualmente o 1º lugar em menor taxa nominal praticada para pessoas físicas no crédito imobiliário no Estado do Espírito Santo, de acordo com o ranking do Banco Central.

“Em um ano, fizemos o mesmo volume financeiro em operações de crédito imobiliário que havíamos realizado em 10 anos. Permanecemos focados nas funções econômica e social do Banestes no Espírito Santo, e estamos investindo cada vez mais na modernização e melhoria dos nossos serviços para os capixabas”, finaliza o presidente do banco.

Em parceria com o governo do estado, Aderes e Bandes foram viabilizadas as linhas de crédito emergencial. Foto: Bandes

Sicoob ES

Há 32 anos atuando no Espírito Santo, o Sicoob ES segue em ritmo de crescimento e expansão, figurando entre os principais grupos empresariais do Estado, segundo levantamento do Instituto Euvaldo Lodi (IEL).

No primeiro semestre de 2021, a cooperativa financeira contabilizou um saldo na carteira de crédito de R$ 6,6 bilhões, mais de R$ 11,1 bilhões em ativos, que são os bens e direitos da organização, e cerca de R$ 2,4 bilhões de patrimônio líquido. Nos seis primeiros meses deste ano, o resultado bruto do Sicoob ES chegou a R$ 245,5 milhões, num aumento de 60% em relação ao mesmo período de 2020.

O ritmo de liberação de crédito também foi considerável em 2021, com a disponibilização de quase R$ 1 bilhão para linhas de diversos segmentos. Somente para operações de crédito rural, foram liberados R$ 412 milhões até setembro último, em 3,4 mil contratos que englobam operações de custeio, investimento e comercialização.

Até novembro, foram inauguradas novas agências em Cariacica (Jardim América e Nova Rosa da Penha), Viana (Marcílio de Noronha) e Pancas (Centro). Em São Gabriel da Palha, houve reestruturação do ponto de atendimento, que ficou mais moderno e tecnológico.

“Temos alcançando resultados satisfatórios por meio da união. Todos os colaboradores e cooperados são integrados em todos os passos que a cooperativa vai dar, e esse é o segredo para que cresçamos de forma conjunta. Apesar de tantos desafios, temos alcançado todas as nossas metas, e a expectativa é de um avanço ainda maior nos próximos anos”, pontua Bento Venturim, presidente do Sicoob ES.

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade