29.9 C
Vitória
domingo, 23 janeiro, 2022

Cenário desafiador permanece em 2021

Foto_Destaque_ES_Brasil
Foto destaque

Mas, desenvolvimento constante do Espírito Santo garante bons resultados no mercado financeiro

Por Luciene Araujo e Marcelo Rosa

As condições macroeconômicas, que impulsionam os indicadores econômicos, permaneceram com um cenário desafiador e atrelado aos impactos da pandemia da Covid-19, durante o ano de 2021.

No entanto, mesmo diante da crise de saúde e humanitária, além das instabilidades econômicas e sociais, o desenvolvimento do Espírito Santo se manteve e permitiu ao estado realizar investimentos e promover equilíbrio em seus resultados econômicos e sociais, segundo avaliação do diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande.

“Em nosso último resultado, registramos lucro líquido recorrente no acumulado do ano de R$ 169 milhões, aumento de 28,0% no acumulado até setembro deste ano, quando comparado ao mesmo período de 2020.

Registramos aumento da receita com operações de tesouraria (+129,0%), com operações de crédito (+27,6%), com serviços (+3,2%), maior resultado com operações de seguros (+5,1%) e outras receitas operacionais oriundas com a operação de cartões (+R$ 9 milhões)”, descreve o presidente.

O aplicativo do Banestes alcança bons resultados e ultrapassou a maior quantidade de transições financeiras em um único mês e manteve crescimento ao longo de 2021. Foto: Banestes

Ainda na lista dos bons resultados, a Nota de Rating em escala nacional (moeda local) para risco de crédito medida pela Fitch Ratings manteve-se em A+(bra), no período, com mudança de perspectiva de negativa para estável. “Isso reflete a expectativa da Fitch de que os impactos da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) no modelo de negócios e no perfil financeiro do Banestes foram abaixo do esperado, principalmente na qualidade de crédito e nas métricas de lucratividade”, destaca.

Linhas de crédito

O presidente da instituição aponta ainda que, durante todo o ano de 2021, foram concedidos mais de R$ 744 milhões em crédito emergencial, em mais de 21,7 mil operações.

As linhas de crédito emergencial para a concessão de microcrédito foram viabilizadas por meio de parcerias com o Governo do Estado, com o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), com o Programa Nossocrédito e com a Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes).

Para pessoas jurídicas, os créditos foram possíveis por meio da parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Para concretizar a transformação digital no Banestes, que tem sido cada vez mais demandada pelos capixabas, segundo o presidente, foram investidos R$ 39 milhões em Tecnologia da Informação e Comunicação.

Valor aplicado na implementação do Open Banking, no embandeiramento do Banescard, que passa a operar com a bandeira Visa, na evolução do Pix e na ampliação de prestação de serviços pelos canais digitais: Internet Banking, Banestes.Corp (ferramenta voltada para cliente PJ), no Aplicativo Banestes e Aplicativo Abre Conta Banestes.

“No terceiro semestre do ano, registramos que os canais digitais (Internet Banking e App Banestes) foram responsáveis por mais de 9 milhões de transações financeiras, crescimento de 16,7% sobre o segundo trimestre de 2021. O Aplicativo Banestes ultrapassou a maior quantidade de transações financeiras em um único mês e continuou crescendo em todos os meses de 2021”, descreve o gestor.

Segundo José Amarildo, Banestes já atingiu cerca de R$ 7,8 bilhões em volume transacionado e mais de 6 milhões em transações realizadas por meio do PIX. Somente no terceiro trimestre de 2021, foram mais de 3 milhões de transações efetuadas.

Fontes: Banestes/SicoobES

Créditos Imobiliários

As operações de crédito imobiliário registraram aumento muito maior que a média nacional. Somente no mês de setembro, o Banestes obteve crescimento de 352% no volume de operações na modalidade, quando comparado ao mesmo período de 2020. Enquanto o crescimento geral do mercado, de acordo com os dados do Banco Central do Brasil (Bacen), foi de 38,2%.

Na comparação do volume de operações realizadas de janeiro a setembro de 2020, em relação ao mesmo período de 2021, o Banestes apresentou crescimento de 293%. O crescimento médio do mercado financeiro em geral foi de 96,30%, no mesmo período. De janeiro a novembro de 2021, o Banestes cresceu em estoque na carteira de crédito imobiliário R$ 304 milhões.

O Banestes ocupa atualmente o 1º lugar em menor taxa nominal praticada para pessoas físicas no crédito imobiliário no Estado do Espírito Santo, de acordo com o ranking do Banco Central.

“Em um ano, fizemos o mesmo volume financeiro em operações de crédito imobiliário que havíamos realizado em 10 anos. Permanecemos focados nas funções econômica e social do Banestes no Espírito Santo, e estamos investindo cada vez mais na modernização e melhoria dos nossos serviços para os capixabas”, finaliza o presidente do banco.

Em parceria com o governo do estado, Aderes e Bandes foram viabilizadas as linhas de crédito emergencial. Foto: Bandes

Sicoob ES

Há 32 anos atuando no Espírito Santo, o Sicoob ES segue em ritmo de crescimento e expansão, figurando entre os principais grupos empresariais do Estado, segundo levantamento do Instituto Euvaldo Lodi (IEL).

No primeiro semestre de 2021, a cooperativa financeira contabilizou um saldo na carteira de crédito de R$ 6,6 bilhões, mais de R$ 11,1 bilhões em ativos, que são os bens e direitos da organização, e cerca de R$ 2,4 bilhões de patrimônio líquido. Nos seis primeiros meses deste ano, o resultado bruto do Sicoob ES chegou a R$ 245,5 milhões, num aumento de 60% em relação ao mesmo período de 2020.

O ritmo de liberação de crédito também foi considerável em 2021, com a disponibilização de quase R$ 1 bilhão para linhas de diversos segmentos. Somente para operações de crédito rural, foram liberados R$ 412 milhões até setembro último, em 3,4 mil contratos que englobam operações de custeio, investimento e comercialização.

Até novembro, foram inauguradas novas agências em Cariacica (Jardim América e Nova Rosa da Penha), Viana (Marcílio de Noronha) e Pancas (Centro). Em São Gabriel da Palha, houve reestruturação do ponto de atendimento, que ficou mais moderno e tecnológico.

“Temos alcançando resultados satisfatórios por meio da união. Todos os colaboradores e cooperados são integrados em todos os passos que a cooperativa vai dar, e esse é o segredo para que cresçamos de forma conjunta. Apesar de tantos desafios, temos alcançado todas as nossas metas, e a expectativa é de um avanço ainda maior nos próximos anos”, pontua Bento Venturim, presidente do Sicoob ES.

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade