23.8 C
Vitória
domingo, 27 setembro, 2020

Carro parado na quarentena sem “dor de cabeça” no retorno

Leia Também

Cuidado com a imagem da sua empresa!

Uma organização, pequena ou grande, está baseada primordialmente naquilo que é o seu objetivo

Economia brasileira: vítima dos personalismos de governo

É lamentável ter que testemunhar episódios como o da criação do TRF-6 Por Arilda Teixeira Aqueles que acreditam que a combinação de república democrática com economia...

O boom no turismo regional no mundo pós-pandemia do coronavírus

Estratégias para diferenciação e melhor aproveitamento da imensa demanda por hotéis e pousadas

O isolamento social exige alguns cuidados extras com os veículos, que tendem ficar mais tempo sem funcionar e, por isso, podem gerar prejuízos


Evite ao máximo sair de casa. O pedido está sendo amplamente divulgado para evitar a disseminação do novo coronavírus (Sars-Cov-2). Mas, se as pessoas estão mais tempo em casa, os veículos também estão e, com isso, é preciso ficar atento a alguns sinais a fim de conservá-los e evitar prejuízos após a quarentena.

Para isso, o supervisor de pós-venda da Prime Hyundai Vila Velha, Alex Ramos Gomes, separou algumas orientações para que os motoristas aproveitem o tempo maior em casa, possibilitando maior dedicação ao assunto. “A primeira sugestão é fazer uma boa limpeza, tanto externa, como interna, e depois cobrir o veículo com uma capa, para protegê-lo do acúmulo de poeira, e, se ficar em ambientes externos, também do sol e da chuva”, indica.

É recomendável também aumentar a calibragem dos pneus de uns 20 a 30%. Ou seja, se a pressão normal é de 30 libras, passe para 35 a 40. “Isso evita a deformação do pneu na região que fica em contato com o piso. O ideal mesmo seria deixar o carro suspenso, durante este período. Mas, pode ser uma saída para quem não tem o cavalete”, sugere.

O especialista acrescenta, ainda, que é interessante trocar o óleo do motor e o filtro, antes da próxima partida, e inspecionar os fluidos de freio e da direção hidráulica, se o carro ficar parado por mais de seis meses.

“Uma solução melhor seria colocar um calço nos pneus, e deixar tudo solto e desengrenado para que os componentes dos freios não grudem. Desligar o pólo da bateria, manter os pneus bem calibrados e um combustível de boa qualidade no tanque também são orientações importantes. A sugestão seria escolher combustíveis aditivados, inclusive etanol, para amenizar os riscos de oxidação por água ou criação de borras. Além disso, deixar o tanque vazio pode acumular umidade, dependendo do local em que o carro está”, explica.

Saidinhas

Se for possível, tente em alguns momentos movimentar o carro, pelo menos alguns metros na garagem, para que os pneus não fiquem sempre em contato com o chão na mesma posição. Isso evita que, depois do segundo mês parado, o carro fique com os pneus murchos e “quadrados”, causando um desconforto na rodagem.

“A dica seria, preferencialmente, rodar com o carro no quarteirão pelo menos uma vez por semana. Desse modo, nada irá emperrar ou engripar. Assim, o dono do veículo poderá seguir com os prazos de revisão normalmente. Outra opção, menos vantajosa, seria de funcionar o carro na garagem mesmo. Se o carro for carburado ou movido a etanol, essa frequência pode ser dobrada. É importante colocar tudo para funcionar nessas voltinhas. O ar-condicionado, por exemplo, pode perder seu gás e acumular bactérias, se ficar sem funcionar por um tempo”, orienta.

Depois de todo o período, o especialista lembra que quando o carro for religado, o cabeçote estará sem “ver” óleo por um bom tempo. “Por isso, pode ser dada a partida por um instante breve, mas sem deixar que o motor ligue. Isso será o suficiente para a bomba de óleo jogar um pouco do material no componente, que por sua vez impedirá os danos ao motor, quando o carro der a partida efetivamente”, sugere.

Socorro!

Com esse tempo maior do veículo parado e os riscos de ocorrer algum problema, é importante que os motoristas mantenham também os seguros dos veículos em dia e atentos as recomendações dadas pela empresa contratada. De acordo com a Superintendente de benefícios da Ilha Azul, Karolynne Cavedo, algumas seguradoras dispõem de canal próprio e específico para atendimento de seus clientes, oferecendo conteúdos e informações relevantes sobre o mercado de automóveis, peças, dicas e orientações.

“Este tipo de serviço segue sendo prestado normalmente. Por isso, em caso de necessidade, o segurado poderá acionar a assistência 24 horas de sua seguradora, solicitando apoio de um prestador para troca ou carga em bateria, guincho para remoção do veículo a uma oficina, chaveiro, troca de pneus, pane seca, e outras ações disponíveis”, diz.

De acordo com a especialista, para atender a este momento de pandemia, a maioria das seguradoras adotou o modelo de self-vistoria para atender aos seus clientes, sem oferecer qualquer risco de transmissão da doença. “A ideia deste formato é que o próprio cliente faça a vistoria no seu carro, com a supervisão online dos profissionais, sem a necessidade do contato físico, evitando que o cliente precise se deslocar com o veículo. Ao contratar o seguro, a pessoa recebe da empresa um link, por mensagem no celular, e o trabalho é orientado a partir de fotos feitas e enviadas pelo próprio segurado”, comenta.

Confira as principais dicas para conservar o carro durante a quarentena:

– Fazer uma higienização completa e depois cobrir o veículo com uma capa.
– Rodas para o ar ou aumentar a calibragem dos pneus de uns 20 a 30%.
– Deixar o freio de mão solto, apoiando o carro um calço nos pneus.
– Deixar o mínimo de combustível no tanque
– Para modelos mais antigos, vale a pena desconectar os cabos da bateria.
– Rodar com o carro no quarteirão pelo menos uma vez por semana e em alguns momentos movimentar o carro, pelo menos alguns metros na garagem.

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Mais Motores

Ranking classifica carros com manutenção mais barata no Brasil

Entre mais de 50 carros analisados, o Citoën C3 ficou com a primeira colocação O ranking do índice de reparabilidade automotiva...

Novidades da Mercedes chegam ao Espírito Santo

Novos modelos apresentam um design ousado e moderno Dois novos lançamentos da Mercedes-Benz chegaram para seduzir o público capixaba. Lançamento da...

Novo scooter Honda Elite 125

Nas concessionárias desde dezembro do ano passado, o preço médio chega a R$ 8.250 A Honda lançou, no último mês, a Elite 125 que substituirá a Lead...

Blogs e colunas

E-Tron Sportback chama atenção em silêncio

O painel se destaca pelo desenho e funcionalidade. O acabamento interno tem revestimento de couro, alcântara e alumínio

L200 Triton mantém base e muda visual

Entre os recursos de segurança, um dos destaques é o corte da aceleração caso os pedais de freio e acelerador sejam acionados simultaneamente

McDonald´s usa ciência para comprovar preferência pelo Big Mac

Filme reproduz os bastidores do experimento que comprovou o sanduíche provoca reações neurobiológicas diferentes no público.