22.9 C
Vitória
quinta-feira, 21 outubro, 2021

Brasil vai exportar camarão para Coreia do Sul

O produtor rural brasileiro vai começar a exportar camarão para a Coreia do Sul, graças à atuação da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) que articulou junto com o Ministério da Agricultura a abertura do mercado sul-coreano. 


“Fomos procurados pela Associação Nacional da Cadeia Produtiva do Camarão – Camarão BR e entramos em contato com adidos agrícolas da China, Coreia do Sul, Reino Unido e Malásia. A primeira resposta positiva veio da Coreia do Sul e já credenciamos três plantas para exportação”, explica a coordenadora de Produção Animal da CNA, Lilian Figueiredo.

Segundo Lilian, apesar da produção de camarão nacional abastecer atualmente apenas o mercado interno, o setor já tinha a ideia de começar a exportar mesmo antes da pandemia.
“Com a crise do coronavírus a necessidade de exportar foi intensificada porque entre 80% e 90% das vendas do produto eram para food service, bares e restaurantes que estão fechados”, afirmou.

PERSPECTIVAS
Em 2019, o Brasil produziu 90 mil toneladas de camarão e a expectativa é alcançar o mesmo patamar de produção este ano, ressaltou Lilian. “Estamos auxiliando no cadastro de mais duas plantas e nossa intenção é continuarmos nossas ações para abrir mais mercados de interesse do carcinicultor.”
Para Murielle Chetrit Mayer Varela, diretora de exportação da Carapitanga Pescados do Brasil, a abertura do mercado sul-coreano é muito importante nesse momento.
“Estamos muito felizes com a abertura do mercado coreano. Vamos poder começar a negociar de imediato. O mercado nacional está muito complicado nesse momento por conta do coronavírus. A CNA nos ajudou muito nessa abertura e está nos orientando sobre os procedimentos e documentação necessários para a exportação.”

Com informação da Assessoria de Comunicação da (CNA)


- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade