24.8 C
Vitória
domingo, 16 maio, 2021

Brasil tem prioridade no recebimento de vacina russa, diz fundo financiador

“Uma pequena porcentagem de pessoas pode ter febre, mas até agora não tivemos complicações graves”, acrescentou Dmitriev

Por Matheus Andrade (AE)

O Brasil é o país “absolutamente prioritário” para recebimento da vacina russa contra a covid-19, a Sputinik V, afirmou nesta segunda-feira, 19, Kirill Dmitriev, CEO do Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, na sigla em inglês), que financiou os estudos do imunizante.

A Sputinik V deve começar a ser distribuída em caráter preliminar no País em dezembro de 2020, segundo Dmitriev, com aplicação em massa nos primeiros meses de 2021. Em pronunciamento voltado à América Latina, o CEO do RDIF apontou que a vacina experimental está em fase de realização de estágios clínicos no Brasil, mas que espera aprovação “em breve”. “A vacina provou 100% de eficácia”, garantiu Dmitriev. “Uma pequena porcentagem de pessoas pode ter febre, mas até agora não tivemos complicações graves”, acrescentou.

Brasil, Índia, China e Coreia do Sul são os países em que o RDIF espera produção em grande escala. México e Venezuela foram citados como outros parceiros na região, e Argentina e Peru, como alvos de possíveis expansões.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade