Após a posse, Bolsonaro discutirá relações com os Estados Unidos

Foto: Reprodução / Agência Brasil

Segundo Pompeo, a pauta da reunião serão as preocupações com a Venezuela, Nicarágua e Cuba

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, participou da posse do presidente Jair Bolsonaro. Após a solenidade, o secretário deverá conversar com ele sobre as relações entre Brasil e Estados Unidos.

Durante a conversa, os chefes de Estado deverão tratar sobre a preocupação com a Venezuela, Nicarágua e Cuba. Além disso, a previsão é de que os Estados Unidos, assim como Israel e o Chile sejam os primeiros países a serem visitados pelo presidente.

Por meio do Twitter, Pompeo elogiou o Bolsonaro o parabenizou pelo empossamento. “Desejando ao recém-empossado presidente do Brasil, @jairbolsonaro, calorosas felicitações do povo dos Estados Unidos”, disse.


Na mídia social, aproveitou a oportunidade para postar uma foto ao lado de Bolsonaro já com a faixa presidencial, no Palácio do Planalto.

Outras agendas

O ministro Ernesto Araújo também terá reuniões importantes com o presidente da República e representantes estrangeiros, cujas conversas serão com chanceleres e enviados especiais de vários países.

Araújo se encontrará com os ministros das Relações Exteriores Manuel Domingos Augusto (Angola), Jacek Caputowicz (Polônia) e Maliki Osman (Cingapura), além dos enviados especiais Jeon Hae-cheol (Coreia do Sul), Yasuaki Yamaguchi (Japão) e Omar Alghabra (Canadá), assim como a ministra da Segurança Alimentar dos Emirados Árabes Unidos, Mariam al-Mehairi.

A cerimônia de transmissão de cargo do chanceler está marcada para as 18 horas.

*Da redação com informações da Agência Brasil

Conteúdo Publicitário