26 C
Vitória
quinta-feira, 18 abril, 2024

Bolsas em NY fecham mistas, com alta das ações de tecnologia e cautela pós-Fed

De acordo com os dirigentes do Fed,  a cepa delta do coronavírus, assim como outras variantes, reforçam a incerteza econômica global. Confira!

Por Ilana Cardial (Agência Estado) 

As bolsas de Nova York fecharam sem sinal único nesta quinta-feira, após um pregão volátil. Os mercados internacionais foram marcados pela cautela, com as bolsas asiáticas e europeias tendo fechado em território negativo. Os investidores ainda absorviam a ata da reunião de política monetária mais recente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), divulgada na quarta-feira. Além disso, nos Estados Unidos, um dado sinalizou melhora no mercado de trabalho.

No fechamento, o Dow Jones recuou 0,19%, a 34.894,12 pontos, o S&P 500 subiu 0,13%, a 4.405,80 pontos, e o Nasdaq teve alta de 0,11%, a 14.541,79 pontos.

- Continua após a publicidade -

A ata do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) reforçou que o debate sobre tapering está em andamento, mas os dirigentes se dividem entre iniciá-lo em 2021 ou 2022. Analistas avaliam que o anúncio deve ocorrer ainda neste ano. Apesar de a ata não trazer muitas novidades, “ainda assim, os investidores reagiram negativamente às projeções sobre o aperto monetária dos EUA em meio ao enfraquecimento do impulso macro global, com o sentimento de risco enfraquecido com as vendas no mercado acionário”, observa o Danske Bank.

Os dirigentes do Fed também pontuaram que a cepa delta do coronavírus, assim como outras variantes, reforçam a incerteza econômica global.

Após abrirem em queda, o S&P 500 e o Nasdaq oscilaram ao longo do dia até se firmarem no positivo. A alta foi garantida, especialmente, pela importância das ações de tecnologia em ambos os índices.

A Microsoft anunciou nesta quinta que irá elevar o preço de seu pacote Office 365. O primeiro aumento “substantivo” dele ao longo desses dez anos, segundo a companhia, que avançou 2,08% nesta sessão. A Netflix teve alta de 4,18% e a Alphabet, controladora da Google, subiu 0,17%.

Os papéis da Nvidia avançaram 3,98%, após a companhia informar lucro e receita acima da expectativa de analistas.

Na contramão, porém, o setor de energia registrou o maior recuo, com Chevron (-2,49%) e ExxonMobil (-3,05%) impactadas pelas piora no petróleo. Os bancos, como Goldman Sachs (-1,31%) e CitiGroup (-1,80%), e empresas de materiais, como Caterpillar (-2,55%), também caíram.

Na agenda de indicadores, o número de pedidos de auxílio-desemprego caiu a 348 mil nos EUA, na semana encerrada em 14 de agosto, recuo maior do que o previsto por analistas. Para Oxford Economics, o resultado demonstra como o mercado de trabalho americano está melhorando no mês de agosto, embora a variante delta da covid-19 siga como risco.

Apesar de comemorar o resultado, Joe Biden caracterizou a recuperação econômica como “longe de estar completa”. Seu governo defende que o auxílio-desemprego, previsto para terminar em 6 de setembro, seja estendido em alguns Estados que ainda enfrentam mais dificuldades no mercado de trabalho.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA