25.3 C
Vitória
sábado, 28 março, 2020

Lucro que faz o bem para a sociedade

Leia Também

Chega a 111 mortos e quase 4 mil casos de covid-19 no Brasil

Balanço deste sábado (28) acrescentou 22 mortes e 487 casos confirmados ao total anterior. Governo vai proibir entrada de estrangeiros no país durante 30...

Governo autoriza ações de telemedicina em caráter temporário

A telemedicina foi lierada temporariamente durante a pandemia instalada no mundo e, mais recentemente, no Brasil pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2).  

Consumo de internet aumenta 25% durante isolamento social

Por conta do isolamento social, o consumo de internet aumentou consideravelmente durante o mês de março no mundo inteiro, inclusive no Brasil e no Espírito Santo.

Festival promove apresentações de artistas nas mídias sociais

O Festival Fico em Casa, uma ideia que permite ao internauta a contemplar apresentações de nomes do rock, indie, samba, funk, MPB e muito mais.

Especialista explica que, do pequeno ao grande empresário, é possível investir no conceito e aumentar sua lucratividade

Os empresários podem aumentar o lucro de seus negócios se fizerem o bem para a sociedade. Parece coisa de sonhador, não? Afinal, existe uma dificuldade histórica em unir, verdadeiramente, os empreendimentos a projetos sociais e ambientais. Mas é o que defendem professores da Harvard Business School, a partir do conceito de shared value (valor compartilhado).

De acordo com nomes como o professor Michael Porter, que tive o privilégio de conhecer recentemente em um curso que fiz nessa escola de negócios, podemos ser mais otimistas, pois o tão criticado capitalismo está em transformação: o mundo dos negócios caminha para um cenário onde as companhias desempenham papel crucial ao resolver grandes questões sociais, e a boa notícia para os executivos é que as empresas irão lucrar muito com isso.

Quando as empresas conseguem promover progresso social, reduzindo, por exemplo, problemas como pobreza e ocorrência de doenças, elas encontram um meio mais vantajoso para operar. O case da Anglo American, uma das maiores mineradoras do mundo, é uma ótima ilustração. Visando a proteger sua força de trabalho e reduzir o absenteísmo, a companhia criou o primeiro programa em larga escala na África para identificar e tratar o vírus da Aids. Incrível, não?

E além de tirar proveito em termos financeiros do bem que farão às comunidades, os negócios irão ainda recuperar sua imagem diante do público. Não é raro que as companhias sejam vistas como antagonistas do bem comum. Diante dos olhos das comunidades, elas seriam, com ou sem razão, causadoras de uma série de problemas. O empresariado tem em mãos armas poderosas, mas nem sempre se dá conta – está com o setor privado, muitas vezes, a expertise para se resolver vários problemas que afligem o mundo.

Obter matéria-prima de qualidade para os cafés da Nespresso é um desafio para a marca. Os grãos são comprados de pequenos produtores da África e América Latina, que estavam presos a um ciclo de baixa produtividade, baixa qualidade e degradação ambiental. Ela criou, então, mecanismos para medir a qualidade dos grãos na hora da compra, o que permitiu um pagamento melhor para os produtos mais qualificados.

O mundo dos negócios caminha para um cenário onde as companhias desempenham papel crucial ao resolver grandes questões sociais, e a boa notícia para os executivos é que as empresas irão lucrar muito com isso.

Isso desencadeou uma reação em vários níveis: melhor remunerados, os produtores passaram a investir na produção, o que aumentou a qualidade, diminuiu os impactos ambientais e permitiu à empresa o acesso a um melhor produto.

Outro exemplo é a multinacional que se deu conta de que, ajudando os funcionários a deixar o cigarro e implementando vários outros programas voltados à saúde e ao bem-estar, conseguiu economizar quase três vezes a quantia, graças à presença de uma mão de obra mais presente e produtiva.

Mais do que nunca, é hora de nós, empreendedores, levarmos em conta o que deixamos a nossos públicos de interesse. É preciso ir além da geração de emprego e renda. As crises são momentos para repensar a forma em que fazemos as coisas e, pensando bem, já era hora de trazermos um pouco mais de alma para os negócios, não?


Flávia Rodriguez é vice-presidente de marketing do Instituto Brasileiro de Executivos e Finanças do ES (IBEF-ES)

Publicidade

ES Brasil Digital

ES Brasil 174
Continua após publicidade

Fique por dentro

Consumo de internet aumenta 25% durante isolamento social

Por conta do isolamento social, o consumo de internet aumentou consideravelmente durante o mês de março no mundo inteiro, inclusive no Brasil e no Espírito Santo.

Governo anuncia medidas econômicas contra impactos da covid-19

Nesta sexta-feira (27), o presidente da República e representantes das proincipais instituições financeiras do país anunciaram linha de crédito emergencial.

PIB capixaba fica estável no último trimestre de 2019

Comércio foi o que puxou o PIB no quarto trimestre de 2019, setores de informática e veículos tiverm maior alta. Indústria apresentou retração.

Inflação oficial registra taxa de 0,02% na prévia de março

Índice que mede a prévia da inflação oficial, ficou em 0,02% em março deste ano. Este é o menor resultado para o IPCA-15 desde o início de 1994.

Vida Capixaba

Festival promove apresentações de artistas nas mídias sociais

O Festival Fico em Casa, uma ideia que permite ao internauta a contemplar apresentações de nomes do rock, indie, samba, funk, MPB e muito mais.

Saiba como fica o tempo neste fim de semana!

De acordo com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), o fim de semana será de tempo bom no Espírito Santo.

Xô, coronavírus: “Dia de Cantoria” vai levar música para quarentena

O Dia de Cantoria é um projeto de musicalização infantil nas mídias sociais. É uma iniciativa idealizada por 4 amigos com experiência em musicalização

Cursos online gratuitos durante o isolamento social. Veja!

A Universidade Vila Velha (UVV) preparou dez cursos rápidos, online e gratuitos, para auxiliar o aprendizado de quem quer se manter qualificado
Continua após publicidade