25.5 C
Vitória
sábado, 18 maio, 2024

Área de risco em Cariacica foi mitigada com investimentos do Fundo Cidades

Obra na Avenida Elói da Penha foi motivada pela classificação prévia da Defesa Civil, que identificou a chance de ocorrência de desastres

Por Kebim Tamanini

Os efeitos climáticos têm gerado preocupação em toda a comunidade, especialmente diante das tragédias recentes. Em Cariacica, onde 33 áreas de risco e 120 setores de risco geológico foram identificados, a resposta tem sido a implementação de medidas estruturais para mitigar e prevenir problemas.

- Continua após a publicidade -

Entre as intervenções realizadas está a contenção na Avenida Elói da Penha, conduzida pela Prefeitura com recursos estaduais provenientes do Fundo Cidades – Adaptação às Mudanças Climáticas. Um investimento de R$ 2,19 milhões foi destinado a essa iniciativa.

A obra na Avenida Elói da Penha foi motivada pela classificação prévia da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, que identificou a área como de alto risco para a ocorrência de desastres.

A secretária de Estado do Governo, Maria Emanuela Alves Pedroso, responsável pelo gerenciamento do Fundo Cidades, destacou a importância dessas intervenções. “Foram identificados imóveis na Avenida Elói da Penha e também na Rua Largo da Conquista, em uma área de risco alto, tornando a obra essencial para mitigar os impactos das mudanças climáticas e proteger a comunidade”, esclarece.

Os trabalhos realizados na área incluíram a instalação de quatro cortinas atirantadas, cada uma com 3,5 metros de altura, sendo duas delas com 12 metros de extensão e as outras duas com 24 metros de extensão. Além disso, foram construídos dois muros em formato de L, com estacas, medindo 1,5 metro de altura e oito metros de extensão. A obra também contemplou a instalação de 51 metros de guarda-corpo metálico.

Saiba mais sobre o Fundo

É relevante lembrar que o Fundo Cidades – Adaptação às Mudanças Climáticas realizou um investimento total de R$ 262 milhões em todas as 10 microrregiões do estado até março deste ano. 

No primeiro ano de sua implementação, mais de R$ 240 milhões foram destinados aos municípios. A previsão é que até o final de 2026, aproximadamente R$ 1 bilhão seja investido no Fundo, com ênfase em ações de prevenção e recuperação em áreas atingidas por desastres naturais, preservação ambiental e conservação dos recursos hídricos.

É importante ressaltar que o governo estadual apenas repassa os recursos, cabendo às prefeituras a elaboração dos projetos e a execução das obras. Os repasses ocorrem mediante solicitação do município, desde que obedecidos os critérios estabelecidos nos atos normativos que regulamentam o Fundo Cidades.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA