26.9 C
Vitória
domingo, 24 outubro, 2021

Arcelor quer se tornar autossuficente em energia e água

Empresa já é autossuficente em energia elétrica e inaugura planta de dessalinização da água do mar, com perspectivas de ampliação do volume de água tratada

por Samantha Dias

A ArcelorMittal Tubarão inaugurou a primeira planta de dessalinização de água do mar do país, com o objetivo de usar a água do mar – depois de tratada – para fins industriais e, assim, depender menos da água doce do Rio Santa Maria da Vitória. Vale destacar que a água tratada será usada exclusivamente para fins industriais.

A planta de dessalinização da água do mar tem capacidade de dessalinizar 500 m³/hora, que corresponde a quase 30% do consumo atual de água doce (atualmente, a siderúrgica consome 1.800 m³/h de água do rio). Mas há projetos de instalação de mais duas plantas de dessalinização no futuro, tornando a siderúrgica praticamente autossuficiente em água doce.

Além de se tornar autossuficiente em água doce, a instalação da planta de dessalinização foi motivada por preocupações nos últimos anos com a escassez hídrica. “Não há produção de aço sem água”, explicou o CEO da ArcelorMittal Brasil, Benjamim Baptista Filho. Ele disse também que há projetos futuros de instalação de mais duas plantas de dessalinização de 500 m³/hora cada.

Segundo Benjamin, a nova tecnologia implantada é considerada de ponta, e bastante comum em países como Israel, Espanha e Estados Unidos, por exemplo. “Foram cerca de dois anos de estudos, além da avaliação de diversas alternativas tecnológicas para a dessalinização. Isso tudo para definir pelo projeto que mais se encaixa à nossa realidade e expectativas”, destacou o CEO da empresa.

A planta de dessalinização já está em funcionamento, e consumirá cerca de 3MW de energia elétrica, que representa menos de 1% do total de energia gerada pela própria ArcelorMittal Tubarão, que é autossuficiente em energia elétrica.

Jorge Oliveira, executivo que assumirá como CEO Aços Planos América do Sul, disse que o consumo de água doce diminuiu cerca de 40% nos últimos anos com medidas de controle de desperdício. Disse, ainda, que atualmente 96% da água usada pela Arcelor é água do mar, mas seu uso é exclusivamente para refrigeração dos equipamentos de produção de aço.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade