22.1 C
Vitória
terça-feira, 9 agosto, 2022

Anymal: Porto de Tubarão recebe assistente especial para manutenções

Segundo a Vale, o Anymal é capaz de coletar e relatar análises visuais, termográficas e de vibração, fornecendo, por meio de Inteligência Artificial - Foto: Diculgação/Vale

O robô Anymal pode ser configurado para inspeções autônomas, com uma rota previamente programada, ou guiado por um operador remotamente

Por Wesley Ribeiro 

A equipe de manutenção do Porto de Tubarão, em Vitória, no Espírito Santo, contará com um assistente especial para as inspeções do dia a dia. O robô Anymal está em Vitória para um período de treinamento com a equipe.

Segundo a Vale, o Anymal é capaz de coletar e relatar análises visuais, termográficas e de vibração, fornecendo, por meio de Inteligência Artificial, informações consistentes e atualizadas sobre a integridade dos equipamentos e de infraestrutura. O uso do robô minimiza a exposição humana em locais de risco.

“Com o robô, eliminamos riscos pertinentes às atividades de inspeções, como partes rotativas de equipamentos e ruído. Ele também auxilia nas atividades em que o empregado precisa executar uma tarefa em uma posição incômoda, além de dar acesso a espaços confinados com maior segurança”, detalha Rayner Teixeira, analista operacional responsável pelo desenvolvimento do Anymal na Vale.

O robô pode ser configurado para inspeções autônomas, com uma rota previamente programada, ou guiado por um operador remotamente. Trata-se de um robô quadrúpede criado pela empresa Anybotics, da Suíça. Já utilizado em outras indústrias, ele foi adaptado para as operações de mineração com o apoio de uma equipe da empresa.

esbrasil-anymal
O robô Anymal ao lado do analista Rayner Teixeira em Itabira (Raphael Portilho/ Vale)

Segundo a companhia, o robô foi adquirido em maio de 2022, após ter passado por uma prova de conceito na usina da mina Cauê, em Itabira, em Minas Gerais.

Nessa temporada em Vitória, ele foi apresentado ao mercado na feira Mec Show, que aconteceu na última terça, 2 de agosto. Após o período de treinamento da equipe em Tubarão, ele retornará para Minas Gerais. Outra unidade está prevista para chegar definitivamente ao porto em cerca de 3 meses.

Treinamento 

Durante a prova de conceito, o robô manobrou em torno da plataforma e superou obstáculos, como subir e descer escadas. Ele criou e exibiu um mapa digitalizado da área sob inspeção, executou o planejamento de rotas e definiu o caminho a seguir, focou em objetos e instrumentos específicos, transmitiu imagens, gravou imagens térmicas com medições de temperatura, entre outras funções.

Cerca de 10 inspetores das áreas de manutenção elétrica e mecânica do porto passarão por treinamento para atuar diretamente com o robô.

“Estamos animados com essa novidade. A inspeção visual robótica autônoma pode oferecer suporte à manutenção, aumentando a disponibilidade e a confiabilidade, sendo, portanto, um recurso viável para aumentar a produtividade e para a otimização dos custos, além de garantir uma operação mais segura”, destaca Rodrigo Vasconcelos, gerente-geral de Operações do Porto de Tubarão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade