20.9 C
Vitória
segunda-feira, 21 junho, 2021

A participação feminina na política capixaba é tema de evento do Programa Agenda Mulher

Temas como assédio, aborto, maternidade e carreira, vem sendo discutidos amplamente na sociedade e ganhando espaço no cenário político. Mas a presença da mulher ocupando cargos de poder, sendo eleitas ou tendo voz ativa nas tomadas de decisões políticas ainda esta longe de ser o ideal.

As mulheres são 52% do eleitorado brasileiro, mas sua participação enquanto candidatas aos cargos públicos é pequena e o crescimento, ainda que exista, segue a passos lentos.

O Governo do Espírito Santo, por meio do Programa Agenda Mulher, promove entre os dias 02 e 04/09, o evento “Mais Mulheres na Política Capixaba”, que objetiva inspirar mulheres a ocuparem cargos políticos e mostrar que o aumento de lideranças femininas é bom para o Espírito Santo e melhor ainda para as políticas públicas do Estado.

Maior participação na política

Os debates, apartidários, buscam engajar as capixabas e mostrar a política como campo de oportunidade para empoderar outras mulheres.

Somente há pouco mais de 80 anos as mulheres brasileiras conquistaram o direito ao voto, adotado no Brasil em 1932 e consolidado na Constituição de 1934. E hoje as mulheres brasileiras ocupam apenas 13% do total das cadeiras do Senado, 15% na Câmara dos Deputados e apenas a 140° posição no ranking de representatividade feminina no parlamento, entre 193 países pesquisados, segundo o relatório da Organização das Nações Unidada (ONU) e da União Interparlamentar.

Segundo o ranking do Inter-Parliamentary Union, o Brasil é um dos piores países em termos de representatividade política feminina, a nossa taxa é de aproximadamente 10 pontos percentuais a menos que a média global e está praticamente estabilizada desde a década de 1940.

O Espírito Santo está em último lugar (27º) em representatividade feminina com 8,6%. O Distrito Federal é o 1º no ranking com uma representatividade de 25%. A partir de dados que as próprias legendas forneceram à justiça Eleitoral, as mulheres, no Estado, somam 138.570 do total de 321.845 filiados, o que representa 4,3%.

Em apoio à Agenda 2030, a ONU Mulheres lançou a iniciativa global “Por um planeta 50-50 em 2030: um passo decisivo pela igualdade de gênero”, com compromissos concretos assumidos por mais de 90 países. Construir um Planeta 50-50 depende que todas e todos – mulheres, homens, sociedade civil, governos, empresas, universidades e meios de comunicação – trabalhem de maneira determinada, concreta e sistemática para eliminar as desigualdades de gênero.

Realização

Realizado pela Vice-Governadoria, o evento tem parceria com o Secretaria de Estado de Economia e Planejamento (SEP); Escola de Serviço Público do Espírito Santo (ESESP); Escola Superior da Procuradoria Geral do Estado do Espírito Santo (ESPGE); Rádio e Televisão Espírito Santo (RTV) e Comissão de Direitos Políticos e Eleitorais/Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/ES).

Serviço

Programação

Ciclo de Debates – “Mais Mulheres na Política Capixaba”

Transmissão ao vivo:
TV Educativa ES Canal: Canal 2.1
Rádio Espírito Santo (1160 AM)
Instagram @agendamulher

Data: 02/09
Horário: 14h
1º Painel: Liderança Feminina e Lugar de Fala
-Tema: Importância da liderança feminina nos espaços de representatividade e gestão
Participantes:
Jaqueline Moraes (Vice-Governadora);
Nara Borgo (Secretária de Direitos Humanos) e
Samanta Nogueira (Rede Gazeta)
Mediação: Wilma Chequer (OAB/ES)

Data:03/09
Horário: 14h
2º Painel: Inclusão da Mulher na Política: Eleições 2020
-Tema: Cargos para as eleições 2020. O papel da prefeita e da vereadora municipal
Participantes:
Domingos Augusto Taufner (TCE-ES)
Odmar Nascimento (Vice-Governadoria)
-Tema: Cotas de Gênero nas eleições 2020
Participantes: Dra. Marilda Silveira ( ORG Transparência Eleitoral)
Mediação: Wilma Chequer (OAB/ES)

Data:04/09
Horário: 14h
3º Painel: Eleições 2020: a mulher candidata
-Tema: Alternativas para efetivação da participação feminina nos partidos.
-Participantes: Polianna Pereira dos Santos (Associação Visibilidade Feminina)
-Tema: Estratégias de financiamento e marketing das candidaturas femininas.
Participantes: Luciana Nepomuceno (OAB/Federal)
Mediação: Wilma Chequer (OAB/ES)

- Publicidade -

Matérias relacionadas

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade