23.3 C
Vitória
quarta-feira, 17 agosto, 2022

Lixo irregular: 430 toneladas retiradas da BR-101

lixo irregular
Foto: Reprodução Eco 101

Jogar lixo em uma rodovia não é apenas desrespeito ao meio ambiente. É também um risco à saúde e vida das pessoas.

Por Munik Vieira

Quando jogamos restos de comida, por exemplo, podemos atrair animais para a pista, o que pode causar graves acidentes. Objetos de metal podem ser arremessados pelos pneus de carros e caminhões em outros veículos, danificando a lataria ou até mesmo ferindo os passageiros. Uma bituca de cigarro pode iniciar um grande incêndio. Mas, além disso, o descarte irregular de lixo pode prejudicar a estrutura da via, obstruindo o sistema de drenagem, podendo causar alagamentos e o comprometimento do corpo estradal.

De janeiro a julho deste ano, a Eco101 já recolheu 430 toneladas de lixo e entulho em trechos da BR-101. Em todo o ano de 2020, foram recolhidas 710 toneladas de entulho e resíduos descartados irregularmente.

Apesar de boa parte do lixo ser arremessada pelos usuários de dentro dos carros, os pontos mais comuns de descarte são os próximos às áreas urbanas. Nas regiões no entorno dos municípios de Serra, Viana, Cariacica, São Mateus, Linhares, Jacupemba e Jaguaré, o volume de retirada de resíduos é maior.

Os principais materiais recolhidos são entulhos de obras, sacolas plásticas, garrafas pet, papelão, fraldas descartáveis e outros. Todo o lixo recolhido pela concessionária é descartado em local adequado (licenciado) pelas empresas de conservação.

Sanções

Arremessar lixo em uma rodovia é considerado infração média pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que prevê multa e perda de quatro pontos na Carteira de Habilitação. Dependendo do volume de dejetos abandonados, o motorista pode responder a processo por crime ambiental.

O motorista consciente deve guardar as embalagens utilizadas ao longo de sua viagem dentro do próprio veículo e descartá-las quando chegar ao seu destino. O lixo também pode ser descartado em uma das bases de atendimento ao usuário, o SAU.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade