Mais de 23 mil candidatos são registrados para disputar as eleições

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Prazo para o registro de candidaturas terminou nesta quarta-feira (15). Treze nomes vão disputar vagas no Palácio do Planalto

Mais de 23 mil candidatos a presidente, governador, senador e deputado federal, estadual e distrital vão disputar os votos de 147,3 milhões de eleitores brasileiros. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo a última atualização do Sistema de Divulgação de Candidaturas e de Prestação de Contas, para governador 171 candidatos pediram registro. Desses, 17 disputam a reeleição. O PSOL foi o partido que lançou o maior número de candidatos a governador, seguido do PSTU e do PT.

O TSE contabiliza até agora 6.982 candidatos para disputar as 513 vagas de deputado federal. Para deputado estadual e distrital, são 15.605 concorrentes a 1.059 vagas nas assembleias legislativas e na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Mais 295 concorrem a 54 cadeiras no Senado.

O PSL foi o partido que apresentou o maior número de concorrentes (1.259). Seguido do PSOL (1.201), do PT (1.075) e do MDB (1.009). Desse contingente, 30,6% são mulheres, cumprindo a meta prevista na legislação. Quase a metade dos candidatos têm ensino superior e 55% são casados. A maioria tem entre 35 e 59 anos de idade, mas há 50 candidatos na faixa de 80 a 84 anos.

O total de candidatos em 2018 é menor que o registrado nas eleições de 2014: 26 mil 162. Os dados podem sofrer ajustes conforme a Justiça Eleitoral vá julgando os pedidos de registro.

Presidente

O prazo para o registro de candidaturas encerrou nesta quarta (15). Ao todo, 13 nomes se apresentaram para disputar o Palácio do Planalto em outubro.

Confira os Nomes
João Amoêdo (Novo)
Henrique Meirelles (MDB)
João Goulart Filho (PPL)
Luiz Inácio Lula da Silva (PT)
José Maria Eymael (DC)
Alvaro Dias (Pode) –
Jair Bolsonaro (PSL)
Ciro Gomes (PDT)
Geraldo Alckmin (PSDB)
Marina Silva (Rede)
Vera Lúcia (PSTU)
Guilherme Boulos (PSOL)
Cabo Daciolo (Patri)

Pelo calendário eleitoral, o TSE tem até o dia 17 de setembro para julgar os pedidos de registro de candidaturas. Esse também é o prazo final para que os partidos substituam nomes nas chapas, exceto em caso de morte de candidato.

Lula

O PT registrou no TSE a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República nas eleições de outubro. O vice da chapa é o ex-ministro da Educação Fernando Haddad.

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba desde 7 de abril em função da condenação a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro na ação penal do caso do triplex do Guarujá (SP).

Em tese, ele estaria enquadrado no artigo da Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados por órgãos colegiados. No entanto, o pedido de registro e a possível inelegibilidade precisam ser analisados pelo TSE. Lula tenta chegar ao terceiro mandato presidencial. Ele foi eleito para o cargo nas eleições de 2002. E reeleito para mandato de mais quatros em 2006.

*Com informações da Agência Brasil 


Leia mais

PT registra candidatura de Lula à presidência

Conteúdo Publicitário