Técnica de plantio reduz necessidade de irrigação e adubação

Foto: Renato Perez/Sesc/Divulgação

O método pode ser adotado por quem tem pouco tempo para cuidar de pequenas hortas urbanas

Uma nova técnica de plantio tem tido boa receptividade no âmbito da agricultura. Trata-se da técnica do cultivo em palha, que possibilita deixar os recipientes das plantas mais leve, podendo ser deslocado facilmente. Com a técnica, é possível reduzir as necessidades de irrigação e adubação das plantas para quem tem pouco tempo para cuidar de pequenas hortas urbanas.

A permacultora do ArboreSer,  espaço agroecológico que dissemina práticas de plantio, Julhiana Costal, disse que essa é uma técnica muito interessante, de baixa manutenção. “A palha é um material que consegue reter bastante umidade, e que não requer rega diária. Além disso, por ser uma matéria orgânica, que entra em decomposição junto com o composto orgânico, diminui muito a manutenção da adubação também”, explicou.

Julhiana ressalta que a agricultura urbana vem conquistando cada vez mais interessados, dentro do contexto da agroecologia e do consumo de produtos sem agrotóxicos. “Percebemos cada vez mais a insatisfação das pessoas com o que está sendo oferecido para elas nos mercados e nas feiras. Quanto mais as pessoas têm acesso à informação do grau de contaminação que está o nosso alimento, mais elas querem retornar ao processo de cultivar, se tornar um agente participativo também do meio de produção do nosso alimento”, disse.

Por meio de hortas urbanas, é possível ter uma alimentação mais saudável e até gerar renda. Essas hortas podem estar diretamente no solo, em canteiros suspensos ou em vasos. Diferente da agricultura tradicional, muitas vezes, as pessoas não têm conhecimento técnico nem muito tempo disponível para cuidar do plantio.

Segundo Julhiana, as pessoas podem encontrar palha no final de feiras, já que os feirantes a utilizam para embalar as frutas e depois descartam. “Geralmente fazemos o plantio com palha em caixotes de madeira, que ficam muito leves. Quando vamos fazer o manejo, é muito fácil mudar de lugar, inclusive para colocar em lajes, telhados e em lugares que não podem ter sobrepeso”, afirmou.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome