Uber: Senado modifica projeto de regulamentação, que volta à Câmara

Senado vota projeto de aplicativos de transporte
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

As exigências da placa vermelha e de o condutor precisar ser dono do carro foram retiradas. Texto retorna à Câmara para deputados votarem.

O uso de aplicativo de transportes no Brasil ainda será tema de mais uma votação no Congresso. Na noite dessa terça-feira (31), o Senado aprovou o projeto para a regulamentação, mas houve alterações em relação ao texto vindo da Câmara Federal.

As medidas impactam usuários e motoristas de aplicativos como Uber, Cabify e 99. Primeiro, foi retirada a exigência da placa vermelha. Os motoristas também não precisam ser os proprietários dos veículos para ofertarem o serviço.

Agora, o projeto retorna para os deputados votarem as mudanças. O texto-base foi aprovado por 46 votos favoráveis dos senadores, 10 contrários e uma abstenção.

Senado vota projeto de aplicativos de transporte
Foto: Foto Marcelo Oliveira/Agência Senado
Protestos

A tarde dessa terça-feira (31) foi marcada por protestos na Esplanada dos Ministérios. Estiveram no local mais de três mil pessoas, entre taxistas e motoristas de aplicativos. A Polícia Militar chegou a reter o trânsito por alguns minutos por causa de confusões.

Houve tensão também dentro do corredor do Senado. O diretor de comunicação da Uber, Fabio Sabba, levou um tapa no rosto enquanto concedia entrevista a um jornalista.

 

Senado vota projeto de aplicativos de transporte
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome