Rodovia entre Jerônimo Monteiro e Muqui com risco de deslizamento

Rodovia ES 177, na Aliança, que liga Jerônimo Monteiro a Muqui
Foto: Élissa Berçacola

O trecho próximo à comunidade de Aliança foi interditado pelo DER no sábado (16)

Desde o último sábado (16), um trecho da Rodovia ES 177, que liga Jerônimo Monteiro a Muqui, foi interditado. Após monitoramentos, o Departamento de Estadas de Rodagem (DER-ES) apontou os riscos de deslizamento de encosta. Porém, houve quem furou o bloqueio das barricadas e trafegou pelo local.

A equipe técnica do DER identificou, nas últimas semanas, forte evolução no processo erosivo, decorrente da formação geológica da região. Na última sexta-feira (15), após nova avaliação, o DER decidiu interditar a Rodovia ES 177 pelo risco de novas quedas.

Nesta terça-feira (19), especialistas das duas maiores empresas do Brasil de contenção de encostas, juntamente com a equipe do DER, vão avaliar as medidas de engenharia para possível elaboração de projeto.

Rodovia ES 177, na Aliança, que liga Jerônimo Monteiro a Muqui
Foto: Élissa Berçacola

“Apesar de terem feito a barricada de terra, abriram a estrada e carros pequenos conseguem passar. Estive lá nesse domingo à tarde e o trânsito estava em meia pista. Como está chovendo aqui hoje, acredito que a situação pode piorar e, se a chuva continuar, deve acabar de cair a barreira”, contou a empresária Élissa Berçacola. Ela é moradora da comunidade de Aliança, localizada às margens da rodovia.

Ainda não há data prevista para liberação. Em um primeiro momento, especialistas ainda irão definir as melhores opções técnicas para a contenção. Após, será elaborado um projeto executivo de engenharia, que será a base para a contratação da obra de recuperação do local.

DER
Rodovia ES 177, na Aliança, que liga Jerônimo Monteiro a Muqui
Foto: Divulgação/DER

A rodovia está sinalizada desde o final da noite de sexta-feira (15) com cones, placas, faixas e outras barreiras. A população dos dois municípios foi avisada da interdição durante todo o dia. Depois de uma avaliação, o DER decidiu interditar o trecho para evitar acidentes.

“Tivemos um bom diálogo com as lideranças dos dois municípios, com moradores do Km 14, onde aconteceu o desmoronamento. Deixamos bem claro para todos que a interdição permanece e não há prazo para ela terminar. A situação é muito grave e será melhor aferida nos próximos dias”, disse Enio Bergoli, diretor geral do DER.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!