Aedes aegypti: risco de surto em mais de mil municípios do Brasil

Mosquito da dengue
Foto: Divulgação

O governo federal acendeu o alerta para infestação de dengue, zika e chikungunya

Dados do Ministério da Saúde revelam que 1.153 municípios brasileiros (22% do total) têm alto índice de infestação e risco de surto para dengue, zika e chikungunya. Para o governo, isso indica a necessidade de intensificar as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, mesmo durante o outono e o inverno. Nessas estações, a tendência seria de cair a incidência de doenças associadas ao mosquito.

O mapeamento foi feito com base no Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa). A iniciativa compila informações enviadas por gestores municipais. Neste caso, os dados foram coletados entre janeiro e meados de março.

O LIRAa mostra que há também 2.069 municípios em alerta e 1.711 apresentam índices satisfatórios. A lista com a situação de cada cidade está disponível no portal do Ministério da Saúde.

Entre as capitais, apenas São Paulo, João Pessoa e Aracaju apresentam índices satisfatórios. De acordo com o ministério, Rio de Janeiro, Fortaleza, Porto Velho, Palmas, Maceió, Salvador Teresina, Recife, Brasília, Vitória, São Luís, Belém, Macapá, Manaus e Goiânia estão no estágio de alerta.

Natal e Porto Alegre realizaram levantamento por armadilha, utilizada quando a infestação do mosquito é muito baixa ou inexistente. Boa Vista, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis e Campo Grande não enviaram informações.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!